Está a chegar mais uma edição do Braga em Risco!O Encontro, que celebra a ilustração, o livro e a literatura infantojuvenil, decorrerá entre os dias 5 e 18 de novembro, em Braga. Com muita imaginação, desenhos e leituras à mistura, a 6ª edição desta iniciativa convida-o a trazer toda a família para voltarmos a “riscar” a capital minhota. Fique atento pois vamos contar-lhe tudo em breve!

New Topics

Sed facilisis justo risus viverra vulputate. Mauris vel ipsum diam condimentum tempus purus.

Keynote Speakers

Sed facilisis justo risus viverra vulputate. Mauris vel ipsum diam condimentum tempus purus.

Multilingual Support

Sed facilisis justo risus viverra vulputate. Mauris vel ipsum diam condimentum tempus purus.

72

COUNTRIES

38

SPEAKERS

126

PROGRAMS

495

ATTENDERS

PROGRAMA

Sed condimentum tempus auctor. Etiam euismod dapibus eu congue.

DOCUMENTÁRIO “O QUE VÊEM OS ANJOS” 

05 a 18 de novembro | 11h00 e 15h30 Este filme convoca memórias, registos, imagens e passagens, pondo em relevo as origens, os sentidos da viagem e a vocação profundamente humana de uma escritora que se revelou, mostrando as paisagens de um mundo diverso e os dramas da condição humana. Entidade Promotora: Município de Braga | Produtor: Tiago Fernandes | Entidades Envolvidas: Malad'arte; PIF'H - Produções Ilimitadas Fora d'Horas; One Pixel at a Time; Human Hurdings.

Auditório da Casa dos Crivos  

MOSTRA DE ILUSTRAÇÃO E ANIMAÇÃO MIA, pelos alunos do Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA

05 a 18 de novembro | 10h00 e 14h30 Exposição de trabalhos de ilustração dos estudantes e mestres do Mestrado em Ilustração e Animação da Escola Superior de Design do IPCA, o único mestrado a nível nacional que reúne duas áreas emergentes, a ilustração e a animação, de uma forma multidisciplinar. Nesta exposição torna-se visível a exploração de abordagens conceptuais e tecnológicas variadas, em resposta às expectativas autorais de cada estudante, mas também numa relação direta com as necessidades do mercado. 

Auditório da Casa dos Crivos

LIVRARIA 100.ª PÁGINA

EXPOSIÇÕES | LIVRARIA 100.ª PÁGINA | 05 a 18 de novembro

Horário segunda a sábado: 09h00 às 19h30

“ONIRONAUTA”, de Zita Pinto

ONIRONAUTA explica o processo de experimentação até ao nascimento de uma ideia, a partir do “espírito” de um lugar. A proposta é do professor Nuno Sousa, no âmbito do Mestrado em Ilustração e Animação do IPCA. O lugar é a livraria Centésima Página, com os seus diferentes espaços e dinâmicas, propícios à criação. A ideia é preparar um livro-objeto em construção, que recria a experiência imersiva de LER.

Zita Pinto nasceu no Douro, de onde saiu especialista em subir às árvores e em corridas desenfreadas, encosta abaixo. Dizia que ia ser pintora, mas licenciou-se em Geologia. Durante os 11 anos em que trabalhou em prospeção mineira, passou por um punhado de países distintos, sem nunca parar de desenhar. Em 2013 começou a dedicar-se às áreas criativas, fez um curso técnico em Design Gráfico e vários cursos e workshops de desenho e ilustração. Ultimamente tem desenvolvido interesse por linguagens experimentais da ilustração, uma vertente que explora durante a frequência do Mestrado em Ilustração e Animação (IPCA). Ilustra paredes, janelas e muitos rostos. No entanto, é a ilustração infantojuvenil que lhe enche as medidas e lhe ocupa a maior parte do tempo. Colabora em projetos editoriais independentes e com editoras portuguesas conceituadas, contando com 18 livros ilustrados.

Livraria 100.ª Página

GALERIA DO PAÇO

EXPOSIÇÕES | GALERIA DO PAÇO | 05 a 18 de novembro 2022 Horário segunda a domingo: 10h00 às 12h30 e 14h30 às 18h00 “A POESIA NO DESENHO”, de Joanna Concejo Com os originais da ilustradora polaca de renome internacional, somos convidados a viajar entre várias narrativas visuais, obras gráficas e paisagens metafóricas, que tanto nos revelam como nos incomodam e colocam interrogações. Estes trabalhos da Joanna Concejo estão submersos na poesia e na reflexão de quem se confessa e se deslumbra com a vida e com a forma de a pensarmos. Obrigam-nos a parar e a fruir cada espaço, cada detalhe, que parece esquecido e arrastado no tempo, mas que integra uma composição e faz parte do todo maior. A sua poesia é o levitar da montanha num vazio de alma, o esconderijo onde cabe a floresta inteira e a valsa feliz e vagarosa num vagão de comboio que está ansioso por arrancar e viajar, para nos dar a descobrir o quanto fazemos falta ao mundo. Joanna Concejo nasceu em 1971, em Slupsk, no norte da Polónia. Na Academia de Belas Artes de Poznan, descobriu e experimentou uma variedade de técnicas que foram do desenho à pintura, gravura e serigrafia. Foi durante um estágio que descobriu a França onde conheceu o seu marido, mudando-se em 1994. A partir desse momento, começou a trabalhar a tempo inteiro como artista visual e ilustradora. Os seus desenhos passaram a integrar várias exposições e bienais de arte, despertando a atenção de alguns editores, e, em 2008, vê finalmente publicado o seu primeiro álbum ilustrado, o Senhor Ninguém. Desde então, já publicou mais de uma dezena de títulos e exibiu a sua arte pelo mundo inteiro, de Portugal à Coreia do Sul, obtendo inúmeros prémios e distinções internacionais. É publicada em mais de uma dezena de países e, além de ilustrar, também faz escultura e cerâmica, criando objetos de autor no Petit Atelier em Paris, e ainda leciona ilustração numa escola de arte em Sarmede, Itália. “AS ENTRELINHAS DA IMAGEM”, de Alexandre Rampazo Num breve recorte da produção do ilustrador e autor Alexandre Rampazo, temos a oportunidade de conhecer as artes originais do particular universo imagético do autor. Dando vida a lobos, fadas, reis e rainhas através dos seus guaches, aguarelas e grafites, o artista vai em busca da possibilidade de criar imagens que traduzam a poética da infância. As imagens tratam especificamente três das suas obras: “Imensamente pequeno”, “Este é o lobo” e “Pinóquio, o livro das pequenas verdades”. As obras juntas somam 14 prémios e reconhecimentos no seu país de origem, o Brasil, e internacionalmente como o IBBY Honour List 2022. Alexandre Rampazo formou-se em “design” pela Faculdade de Belas Artes em São Paulo, Brasil. Foi diretor de arte, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Escreveu e ilustrou: "Este é o lobo" e "Eustáquio - O Mágico Magnífico", ambos publicados em Portugal pela editora Poets and Dragons. É autor de textos e imagens de aproximadamente 20 livros e ilustrou por volta de 60 para outros autores. O seu trabalho recebeu os principais prémios no Brasil, como o Prémio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil; Prémio Jabuti; Prémio Biblioteca Nacional, e outros como Premio Fundación Cuatrogatos. Tem obras selecionadas no Clube de Leitura ODS da ONU e, recentemente, foi galardoado com o "IBBY Honour List 2022". “DIÁRIO GRÁFICO DE BRAGA”, de Nastya Varlamova Esta mostra de doze trabalhos da ilustradora russa, que vive em Portugal desde 2019, vai ao encontro da sua visão, compreensão e sensação que teve ao deambular, espreitar e viajar entre as ruas da cidade de Braga. Ao longo da sua residência artística, a ilustradora digital percebeu a oportunidade de explorar os ínfimos recantos e de confirmar a monumentalidade dos espaços mais famigerados. Ao entrar no Arco da Porta Nova e subir até ao Bom Jesus, encontrou estradas, caminhos, ruas e cangostas ocultas e esquecidas, como que a quererem ser encontradas, retratadas e reinventadas. Aqui e acolá, os seus traços com cores vibrantes levam-nos a passear por uma cidade que se abre desprendida à luz e ao sol como uma princesa romana que desperta num vale chuvoso e adormecido. Nastya chegou, sentiu e ilustrou a cidade que a foi conquistando. E agora, nesta exposição, retribui o carinho e a hospitalidade que recebeu através da sua arte. A ilustração une povos e línguas na esperança de um mundo de paz! Nastya Varlamova é uma ilustradora russa que reside em Portugal. Após trabalhar como maquilhadora no Teatro Académico Estadual de Opereta, em Moscovo, formou-se na British Higher School of Art and Design e iniciou o seu trabalho de ilustradora com marcas de renome internacional como a Nike, L’Occitane, 3M, Clarins ou a Naked. Lecionou alguns anos na BHSAD e realizou oficinas criativas para adultos, ajudando-os a melhorar a sua criatividade, até que, em 2019, se mudou com a família para Portugal. Desde então, desenvolve um projeto pessoal onde retrata e explora vilas e cidades portuguesas, criando diários gráficos autênticos, originais e criativos. Atualmente, Nastya trabalha para a Picsart USA. COLETIVA “CRIATURAS E MONSTROS SAÍDOS DE UMA HISTÓRIA QUALQUER” A ilustração tem vindo a procurar o seu lugar neste mundo contemporâneo cada vez mais dinâmico, disruptivo e transformador. De facto, são variadas as formas de criar símbolos e de comunicar através de materiais e objetos que há muito saem do papel, da tela ou do digital, para ganharem corpo, forma e volume tridimensional na argila. Nesta exposição de cerâmica, os artistas Miguel Fernandes, Mariana Jerónimo, Patrícia Pedro Afonso, Pedro Seromenho, Bárbara R. eSebastião Peixoto. estiveram várias semanas em contexto formativo numa residência artística do “Braga em Risco” com o Coletivo Cobalto. Cada qual teve a oportunidade de colocar em prática o seu estilo pictórico e, de uma forma personalizada, criar várias criaturas e monstros que poderiam ter saído de uma história qualquer. Esta exposição é o resultado visível dessa aprendizagem e de todo o esforço que resultou nestas peças de autor únicas! Residência Artística: Coletivo Cobalto (Mariana Jerónimo e Miguel Fernandes), com Bárbara R.,Patrícia Pedro Afonso, Pedro Seromenho,  e Sebastião Peixoto.  “DRAGÃO JEREMIAS”, de Carlo Giovani A exposição de originais do livro "Dragão Jeremias" conta com várias peças tridimensionais, um caderno de esboços, protótipos e um dos cenários completamente montados. Há, ainda, um vídeo que mostra o processo de montagem dos cenários do livro até serem fotografados e editados.  A história transporta-nos para um reino não muito distante daqui, onde homens e dragões vivem em paz. Lá habita um jovem dragão de nome Jeremias, sonhador e amante de livros. Jeremias quer ler livros, mas isso não é tarefa fácil para um dragão. Sempre que se emociona, que se assusta ou fica excitado com alguma aventura que lê, solta uma labareda e - PUFF! - o livro acaba em cinzas. Conseguirá o Dragão Jeremias arranjar uma solução para este problema? Esta é uma história inspiradora para todos os que não desistem de lutar pelos seus sonhos e estará em exposição na Galeria do Paço. Carlo Giovani é designer e ilustrador, dedicando-se à investigação e experimentação de diferentes técnicas de expressão e representação visual. Tendo o papel como o elemento central do seu trabalho, tenta explorar a sua versatilidade e plasticidade, desde as colagens bidimensionais até às possibilidades enquanto material escultórico. Nestes 22 anos como profissional, fez projetos para a Penguin Books, Cosac Naify, Companhia das Letras, Coca-Cola, Nike, Hershey’s, Pepsi, Elma Chips, Netflix, Spotify, entre outros clientes, e recebeu várias distinções em importantes prémios internacionais. Em 2018, foi conferencista do 6pt: Book Design Conference, que decorreu em Vilnius, Lituânia. Em 2012, foi selecionado para a shortlist do World Illustration Award, UK e, nesse mesmo ano, recebeu uma Menção Honrosa no 1.º Concurso do Prémio Bienal de Ilustração do Eixo Atlântico. Atualmente, vive em Braga. “MINI MAPA SONORO” - Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts.  O Mini Mapa Sonoro convida os visitantes e eventuais participantes a espreitarem e a fazerem a sua própria viagem pelo património de Braga. Partindo das suas referências sonoras, a maior aventura passa por criar um mapa visual e sonoro, recorrendo à ilustração e gravação dos mais distintos sons associados às ilustrações das crianças. Aqui, nesta exposição, os mapas estão disponíveis online, em formato interativo, para permitir uma exploração visual e sonora. O Mini Mapa Sonoro é um projeto do Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts, em parceria com o Município de Braga e, nesta sexta edição do “Braga em Risco - Encontro de Ilustração de Braga”, ganhará mais uma oficina com as referidas artistas. Desta forma, o mapa continuará dinâmico, interativo e convidativo às escolas, famílias e crianças. “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, de Natalina Cóias “O avental da minha avó” convida a reviver um sem fim de memórias e de recordações dos avós, num regresso às origens que nos aconchegam com cores emotivas, carinhosas e divertidas. A ilustradora Natalina Cóias pegou nas palavras da autora Andreia Duarte e emprestou-lhes toda a sua arte e ternura, resultando numa viagem de sensações incomparáveis e familiares. Conseguem imaginar um avental espanador que trabalha a todo o vapor!? E depois, mais devagar e com carinho, consegue limpar as lágrimas de dor? É um avental ilustrado com segredos encantadores e, nesta exposição, vão poder espreitar tudo o que cabe dentro do seu bolso! Natalina Cóias nasceu a 17 de julho de 1972 na cidade de Elvas. O seu maior sonho, já concretizado, era o de ser educadora de infância. Para si, o seu mundo e o mundo das crianças é o mesmo, porque é no universo destas que se inspira diariamente em tudo o que faz. Da intensidade do contacto diário com estes seres mágicos, pequenos no tamanho, mas grandes em imaginação e no coração, nasceu outra paixão… a de se tornar ilustradora de livros infantis. Gosta muito do mar, de dormir e de se espreguiçar… das luzes de natal na janela, do cheiro da lareira e da canela. Gosta de histórias… de as ouvir, de as contar e de as ilustrar! “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, de Nathalie Minne A exposição narra visualmente a história da autora francesa que, através dos seus originais, nos emociona, nos deslumbra e rouba-nos as palavras. Todas as noites, depois de a noite cair e a lua iluminar o caminho, há uma personagem que caminha pelos telhados da aldeia: é o pequeno ladrão de palavras, que vem fazer a sua colheita de histórias e de novas palavras. Tudo lhe interessa e tudo o seduz: palavras raivosas, palavras de criança, vermelhas, verdes e até as impossíveis de pronunciar. De volta à sua cabana, o pequeno ladrão de palavras despeja as palavras no chão e inicia uma dança festiva. Após a festa, coloca-as em frascos, transformando-as em tranças de louvores, lenços de insultos ou meias de palavras eruditas. Todas as noites acontece o mesmo, até o pequeno ladrão conhecer uma menina. Agora, sem nada que lhe possa oferecer, ele terá de roubar novas e preciosas palavras: palavras de carinho e amor. Nathalie Minne nasceu em Pays de Caux, na Normandia, num canto de terra entre o rio Sena e o mar, rodeado por falésias brancas e coberto por searas de trigo e de linho com manchas verdes. Mudou-se para Paris, como tantos outros, para depois a deixar, como tantos outros. Frequentou alguns anos na Escola Superior de Artes Gráficas de Paris, onde aprendeu composição de imagens. Seguiram-se alguns anos emocionantes entre diversas oficinas de design gráfico nas quais aprendeu a fazer letreiros, postais, cartazes e tantas outras coisas práticas. O desejo de contar histórias surgiu com o nascimento dos filhos. "O pequeno ladrão de palavras” chegou às livrarias em 2009 com ilustrações em pastel, gravura e colagem. Desde então, muitas outras histórias se seguiram. “QUE PLANETA É ESTE?”, de Eduarda Lima “Que Planeta é Este?” é um livro que nos faz um convite irresistível: olhar lá para fora e redescobrir este planeta, cujo amanhã está nas nossas mãos construir. Com a exposição das suas ilustrações conseguimos atravessar desertos alienígenas no Iémen e mares de mil cores na Austrália. Do Alasca à Papua-Nova Guiné, somos surpreendidos por aves do paraíso, árvores ancestrais e luzes que dançam no céu. Trata-se de um álbum de regresso à importância do ativismo ambiental para os mais novos, inspirando a repensar o papel da natureza no futuro das cidades e planetas! Eduarda Lima estudou Arquitectura e Motion-Design em Londres e ilustração no Ar.Co, em Lisboa. Dedica-se à ilustração e animação 2D, num percurso internacional e premiado. Em Maio de 2020, publicou o seu primeiro álbum ilustrado, O Protesto, com as edições Orfeu Negro. O livro recebeu uma Menção Especial no Prémio Nacional de Ilustração, atribuído pela DGLAB em 2021. Em Maio de 2022, publicou com a mesma editora o seu segundo álbum ilustrado, Que Planeta É Este?. “SÃO OS SONHOS QUE SEGURAM O MUNDO NA SUA ÓRBITA” , de Helena Zália, Márcio Décio e Vânia Kosta Nesta exposição-instalação aconchegamos o corpo, a alma e os sentidos nesse lugar onde os sonhos acontecem. Aos dias, seguem-se as noites. Os brancos fecham-se de negro e o sol passa o testemunho à lua. Surgem silhuetas, linhas, apontamentos de vida e as palavras a dançar nas páginas livres de um livro. O presente dá o lugar ao futuro. Folheamos o tempo e o espaço. Escutamos o sussurro das palavras. Escutamos a voz dos sonhos que seguram o mundo na sua órbita. Escutamos. “SELVA”, de Marina Gibert As ilustrações desta obra distinguida com o XIV Prémio Internacional Compostela para Álbuns Ilustrados refletem o exotismo de um livro visual que, sem palavras, e apenas através das suas imagens, narra um divertido passeio - cheio de inesperados percalços - de um menino que deambula numa selva de vegetação exuberante. Esta narrativa não é mais que uma metáfora da vida já que, na trajetória do protagonista, que se revela tão densa quanto insólita e onde nada é o que parece, o leitor é convidado a participar numa grande aventura repleta de curiosidade e fantasia. Marina Gibert nasceu em Girona (Espanha) na primavera de 1989. Passou a sua infância a desenhar nas margens dos cadernos de literatura e matemática, até que finalmente começou a estudar ilustração na Escola de Arte e Design La Llotja em Barcelona (Espanha). Mais tarde, participou no Seminário de Ilustração Infantil no Centro de Arte e Comunicação Ar.Co em Lisboa (Portugal), onde reside atualmente. Entretanto, já ilustrou livros, revistas e algumas paredes. Concentra o seu trabalho na natureza, nas pessoas e na experimentação do livro como um objeto. “TALVEZ UM CÃO”, de Paulo Galindro A mostra é um conjunto de trabalhos vivos, dinâmicos e coloridos com o trágico-cómico a que o autor nos habituou. Utilizando placas de MDF e uma mão-cheia de talento, o ilustrador cria um ritmo e uma cadência de emoções que vão do terror à folia, brincando com a atenção do espectador. A obra narra a história de um menino que queria ter um cão, mas, em casa, apareceu-lhe um crocodilo. Era enorme e assustador, tinha uma boca cheia de dentes e mais de cinco metros de altura! A partir desse dia, a vida do menino mudou e o seu cantinho da brincadeira tornou-se o cantinho do medo! Paulo Galindro nasceu a 11 de julho de 1970. Licenciou-se em arquitetura. É autor de diversos livros ilustrados, feitos em parceria com alguns dos mais importantes escritores nacionais e internacionais, como Luís Sepúlveda, António Mota, David Machado, entre outros. Criou, juntamente com Natalina Cóias, o coletivo de ilustração Pintarriscos. Viu a sua obra premiada por diversas vezes, das quais destacamos a Menção Honrosa no Prémio Nacional de Ilustração 2009, o prémio SPA / RTP 2010, na categoria de literatura infanto-juvenil, e em 2012, integrando os finalistas nas categorias Melhor Ilustração Original e Design de Obra Infanto-Juvenil, na 5.ª edição dos Prémios de Edição da Revista Ler / Booktailors. Residências artísticas “A MAIOR FLOR DO MUNDO”, Carlo Giovani  A partir da leitura e exploração do livro “A Maior Flor do Mundo”, de José Saramago, os alunos participantes serão convidados a fazer uma nova versão da história e, tal como sugere o autor, “com palavras muito simples... escritas por ti que me lês, mas muito mais bonita”. Na segunda parte dessa oficina, e com base na versão inventada, criarão uma ilustração através de técnicas de recorte e colagem. Serão oficinas construtivas, visando explorar as palavras e as imagens da nova narrativa e da referida obra. Depois da realização da residência com as oficinas previstas com as escolas, os textos e as ilustrações serão utilizados para a montagem de uma instalação que ficará em exibição na Galeria do Paço durante esta sexta edição do “Braga em Risco”. Residência Artística: Carlo Giovani com os alunos da EB de S. Victor,  EB da Enguardas, EB do Bairro da Alegria, EB da Quinta da Veiga e EB da Misericórdia “CARTAS CRUZADAS”, Coletivo Caia  A residência CARTAS CRUZADAS resulta de um movimento, de uma troca de correspondência desenhada. Esta troca, inicialmente, tem apenas duas emissoras que também são recetoras: Rachel Caiano e Ana Biscaia. As ilustradoras começam por trocar, entre elas, cartas desenhadas, num movimento pendular, de conversa lenta, à distância. Uma carta responde à outra, ou então acrescenta algo. Podem desenhar o passado, ideias, projetos, emoções, levantar questões, sublinhar o fundamental. Podem também escrever coisas, por a escrita ser também, mesmo que não pareça, desenho! As cartas são um jogo da descoberta, onde ocorrem revelações. A troca de correspondência é uma atividade em vias de extinção.     Residência Artística: Coletivo CAIA (Ana Biscaia e Rachel Caiano) com os alunos da EB 2/3 Frei Caetano Brandão, CE da Gandra e utentes da ERPI-Estrutura Residencial para Pessoas Idosas de Santo Adrião   COLETIVA “DE BRAGA A CORUNHA NUM RISCO” A ilustração é uma ponte de narrativa que consegue unir línguas, cidades e histórias. Com esta coletiva, os curadores Manel Craneo, Marta Madureira e Pedro Seromenho vislumbraram uma oportunidade de aproximar as regiões vizinhas do Minho e da Galiza, com as suas semelhanças e diferenças, através da imagem. Após elegerem dez temáticas distintas, que vão dos momentos mais marcantes de cada cidade com as suas lendas, arquitetura local, música, arte e artesanato até uma visão mais contemporânea e futurista, foi lançado o desafio aos artistas de acrescentarem a sua visão e sensibilidade. Enquadrada na 6.ª edição do “Braga em Risco”, onde se homenageia o legado histórico com os olhos postos no futuro, esta coletiva reúne os trabalhos de dez ilustradores bracarenses e outros dez de ilustradores da Corunha. Juntos, teremos uma visão mais abrangente do mundo e de nós próprios! Ilustradores de Braga: Ângela Vieira, Carlo Giovani, César Figueiredo, Pedro Simões, Raquel Costa, Sebastião Peixoto, Sérgio Ribeiro, Soraia Oliveira, Tiago Lourenço e Zita Pinto. Ilustradores da Corunha: Alberto Taracido, Diego Burdio, Jano Viñuela, Javi Montes, Luis Sendón, Paula Esteban, Santy Gutiérrez, Suso Cubeiro, Xulia Pisón e Manel Cráneo.

Galeria do Paço

MERCADO MUNICIPAL

EXPOSIÇÕES | MERCADO MUNICIPAL | 05 a 18 de novembro

Horáriosegunda-feira e domingo: 09h00 às 23h00 | terça-feira a quinta-feira: 07h00 às 23h00 |  sexta-feira e sábado: 07h00 às 24h00

“POEMAS DA HORTA E OUTRAS VERDURAS”, de Marta Monteiro

Poemas da horta e outras verduras? Mas, será que podemos fazer ou, mesmo, ler poemas sobre um nabo ou uma abóbora-menina?... Claro que sim. Aqui, acima de tudo, brinca-se. Com palavras, com poemas, com histórias. Por acaso — ou não será assim tão por acaso? —, as personagens são da horta, mas poderiam ser outras. Podia ser qualquer pessoa que visite a exposição ou que leia o livro. Qualquer pessoa com alegrias e tristezas, qualidades e defeitos, desejos e sonhos. São pequenas histórias que acontecem diariamente, contadas através desta exposição. 

Marta Monteiro nasceu em 1973, em Penafiel. Desenvolve trabalhos nas áreas da ilustração e do cinema de animação. É licenciada em Artes Plásticas/Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Colabora com diversas publicações nacionais e internacionais. Em 2014, foi distinguida pelo livro Sombras pelo Communication Arts Annual Illustration Awards e, desde então, outros prémios se seguiram como o Prémio Vasco Granja, apoiado pela Sociedade Portuguesa de Autores, pelo melhor filme da competição portuguesa Monstra 2018. 

“POEMAS PARA AS QUATRO ESTAÇÕES”, de Catarina Correia Marques

Para que as plantas floresçam na primavera, é preciso que, antes disso, o inverno as embale na terra, que o outono lhes espalhe as sementes ao vento, que o verão lhes amadureça os frutos. Os animais vão e vêm, conforme faz mais frio ou mais calor, e até nós nos comportamos de maneira diferente, com alegrias e afazeres próprios de cada tempo. Nenhuma estação do ano faz sentido sem as restantes. Esta exposição permite-nos contemplar a beleza de cada uma delas, numa espécie de poesia que entendemos não só com os sentidos, mas, sobretudo, com o coração.

Catarina C. Marques estudou Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa e, no último ano, descobriu a ilustração. Realizou uma pós-graduação em Livro Infantil e, se pudesse, passaria grande parte do seu tempo a aprender e a explorar. Habitualmente, anda rodeada de letras, papéis e materiais riscadores. Em 2006, publicou o seu primeiro livro, e, nesse mesmo ano, ganhou o 2.º prémio no concurso literário da Trofa - Matilde Rosa Araújo. Em 2012, venceu o Concurso Mascote das Livrarias Bertrand e, em 2018, foi nomeada, pela Sociedade Portuguesa de Autores na categoria de Melhor Livro Infanto-juvenil, com a obra “Poemas para as Quatro Estações”.

Mercado Municipal

MUSEU DA IMAGEM

EXPOSIÇÕES | MUSEU DA IMAGEM | 05 a 18 de novembro

Horário segunda-feira a domingo: 10h00 às 12h30 e 14h30 às 18h00

MOSTRA COLETIVA dos alunos do &nbspMIA - Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA.

O MIA - Mestrado de Ilustração e Animação da Escola Superior de Design do IPCA é o único mestrado a nível nacional que reúne duas áreas emergentes, a Ilustração e a Animação de uma forma multidisciplinar e respondendo assertivamente às necessidades do mercado atual e global. Nesta coletiva de vinte trabalhos jovens e irreverentes, mostra-se a arte, o talento e a técnica adquirida ao longo do mestrado e da aprendizagem destes jovens criadores.

Museu da Imagem

VISITA GUIADA ÀS EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador Rui Ramos

VISITA GUIADA ÀS  EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador  Rui Ramos

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ANATOMIA ANIMADA DO MEU SER IMAGINÁRIO”, com Marta Torrão

Tenho uma ideia do meu ser imaginário! Ora vamos lá passar essa ideia para o papel! Vamos desenhá-la, e pensar de onde vem este meu ser? Existe? É real? Onde pertence?Vamos criar uma identidade para este ser. Pensar e pintar o seu interior, como é o seu cérebro? Será igual ao meu? Como respira? Como anda? Vamos criar um pequeno livro animado com a sua anatomia. 

Público-alvo: 8 aos 14 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 15 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, ilustrado por Natalina Cóias e escrito por Andreia Duarte | Editora Paleta de Letras

Quando recebi este avental do enxoval da minha avó, foi como se me vestisse de tudo o que este carregava: emoções, saudades e boas recordações! Consegues imaginar um avental espanador, que trabalha a todo o vapor!? E depois, com carinho, também limpa as lágrimas de dor. Só te posso dizer que não irás acreditar no que cabe no seu bolso! Queres espreitar!?

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

PERFORMANCE “BANCA DE RETRATOS FEIOS”, com Ricardo Ladeira

Senta-te em frente ao artista e aguarda pelo teu retrato. Pode não ficar bonito, nem parecido. Pode até ficar estranho e feio, muito feio.

3:30'

Largo do Paço

VISITA GUIADA ÀS EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador Rui Ramos

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. participantes: 30

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “UM AVENTAL ILUSTRADO DE RECORDAÇÕES E AMOR”, com Natalina Cóias

Nesta oficina da ilustradora Natalina Cóias sobre o seu último livro “O avental da minha avó”, haverá diversos aventais brancos e recortados no tempo e espaço, onde poderão colar e colorir as emoções e recordações dos vossos avós. Uma oficina com muita criatividade e carinho! Público-alvo: maiores de 4 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

MERCADO RISCADO

O Largo do Paço transforma-se numa galeria viva com um mercado de ilustração e ilustradores, onde é possível comprar, observar e analisar o trabalho ao vivo, conversar com os ilustradores e ouvir histórias descomplicadas com a magia de um risco e de um sorriso numa proximidade e desmistificação autoral. Ilustradores: Abigail Ascenso, Ana Biscaia, Anabela Dias, André Caetano, Ângela Vieira, Bárbara R., Carla Nazareth, Catarina Bico, Danuta Wojciechowska, David Penela, Eva Evita, Fedra Santos, Helena Zália, Mariana Gusmão, Marta Nunes, Pedro Simões, Rabiscodelia, Rachel Caiano, Rafaela Rodrigues, Mafalda Milhões, Sara Lou, Soraia Oliveira e Uma Joana.

3h

Claustros do Largo do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “TALVEZ UM CÃO”, ilustrado por Paulo Galindro e escrito Isabel Peixeiro | The Poets And Dragons Society

Era uma vez um menino que queria ter um cão. Mas em casa apareceu-lhe um crocodilo. Assustador, enorme, com a boca cheia de dentes e mais de cinco metros de altura. A partir desse dia, a vida do menino mudou e o cantinho da brincadeira tornou-se o cantinho do medo. A apresentação do livro estará a cargo de Paulo Galindro e Elisabete Rosa-Machado, da The Poets And Dragons Society.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “QUE PLANETA É ESTE?”, ilustrado e escrito por Eduarda Lima | Orfeu Negro

Eduarda Lima, ilustradora premiada, apresenta o seu novo álbum “Que Planeta É Este?”, publicado em 2022 pelas edições Orfeu Negro. Este livro é um convite irresistível: olhar lá para fora e redescobrir este planeta, cujo amanhã está nas nossas mãos construir. Trata-se de uma obra sobre biodiversidade e proteção ambiental, para repensar o papel da natureza no futuro das nossas cidades.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “QUE PLANETA É ESTE?”, com Eduarda Lima

Que planeta é este em que vivemos? E em que planeta gostaríamos de viver? Nesta oficina pensaremos no planeta que temos e no que gostaríamos de ter. Abriremos janelas para imaginar um futuro maravilhoso, projetando ideias e visões de um mundo melhor. Público-alvo: maiores de 4 anos| Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da atividade

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “TALVEZ UM CÃO”, com Paulo Galindro

Os surrealistas chamavam-lhe Cadavre Exquis: um exercício de criatividade, libertação, desapego e partilha, através do qual se vai construindo uma imagem, sem saber o que foi desenhado antes, nem prever o que será desenhado depois. Os resultados serão, por isso, totalmente inesperados e surpreendentes. Este exercício tem um nome bem esquisito, eu sei. Chamemos-lhe, por isso, em honra do livro que está na base desta oficina, um Cão Esquisito. Ou será um Crocodilo? Bom... para saberem a resposta, terão de ler o livro. E participar nesta oficina esquisita. Serão 60 minutos a sermos todos esquisitos. Fixe, não é? E esquisito, também…  

Público-alvo: 5 aos 9 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

M.I.A. – MERCADOS INCRÍVEIS DA ARTE

Nos M.I.A - Mercados Incríveis de Arte - procura-se reativar o vínculo emocional icónico da cidade e aproximar o trabalho dos artistas da comunidade com o seu público. Todos os artistas são convidados a integrar estes Mercados (mediante inscrição) e todos os amantes das Artes são convidados a visitá-lo; a entrada é livre e há muitas surpresas preparadas!

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “OFICINA DE CARIMBOS”, com Catarina C. Marques

Criemos uma verdadeira oficina de carimbos! Iremos recortar, colar e carimbar! E no final, levarás para casa postais ilustrados por ti e carimbos prontos a usar!

Público-alvo: geral, famílias | Duração: 90’| | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

Performance “PINTURA DO IMPROVISO EM TELA GIGANTE”, com Ricardo Ladeira

Vamos improvisar? Vamos deixar-nos levar pela luz, pela energia, pelo momento e criar. Criar sem limitações dando asas à nossa imaginação. Nesta performance, aprendemos o poder da improvisação na pintura e como podemos daqui, criar uma obra de arte.

4h

Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “CONTAR HISTÓRIAS COM BANDA DESENHADA”, com André Caetano

Nesta oficina aprenderemos a linguagem e as características intrínsecas à Banda Desenhada, bem como o processo de pensar/planear e de desenhar a história de uma página, de um plano ou prancha, sobre um tema em particular.

Público-alvo: maiores de 10 anos | Duração: 90’| N.º máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

90'

Galeria do Paço

LANÇAMENTO DO LIVRO “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, ilustrado e escrito por Nathalie Minne | Editora Paleta de Letras

Todas as noites, ao cair da noite, uma personagem enigmática caminha pelos telhados da aldeia: é o pequeno ladrão de palavras, que faz a sua colheita de histórias e de novas palavras. De volta à sua cabana, o pequeno ladrão de palavras espalha as palavras pelo chão e comemora numa grande dança festiva. Depois, guarda-as em frascos, improvisando tranças de louvores, lenços de insultos ou meias de palavras eruditas, até que, um dia, o pequeno ladrão conhece uma linda menina. Para ela, terá de roubar novas e preciosas palavras: palavras de amor.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “COISAS QUE GOSTAM DE COISAS”, ilustrado por Rachel Caiano e escrito por João Pedro Mésseder | Editorial Caminho

A vida não seria vida sem uns bons gostares de vez em quando. Mas, às vezes, é preciso aprender a gostar. Também os bichos gostam e desgostam. E até as coisas. «As coisas? Que coisas?», pergunta certa menina. Pois… a Lua, o ribeiro, o mar, a música, o túnel, a cadeira de rodas, o alfabeto, o livro, as sombras, as pedras, o vento… eu sei lá! Ele há tanta coisa a gostar de tanta coisa…

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “DAS COISAS NASCEM COISAS” – A LINHA, com Rachel Caiano

As coisas são mesmo o que são ou são outras coisas? Poderemos ver o avesso das coisas? E o avesso das palavras? Ao olharmos para os objetos do dia a dia poderemos ver coisas escondidas? Um pente pode ser apenas um pente, mas também uma centopeia ou umas escadas. As coisas podem ser outras coisas e a nossa tarefa é descobri-las. A nossa tarefa é manter o olhar curioso. Os participantes vão habitar as páginas de um livro harmónio com desenhos e colagens, tendo como ponto de partida uma linha. O que poderá ser essa linha? O horizonte, uma corda ou outra coisa? Usando materiais que poderão ir do carvão, aos marcadores, carimbos ou pastel, as histórias irão surgindo e serão registadas ao longo das páginas deste livro harmónio.

Público-alvo: famílias, a partir dos 5 anos | Duração: 60’ | N.º máx. de participantes: 20 | | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

MASTERCLASS “COLAGEM”, com Nathalie Minne

De onde surgem as ideias? Tudo começa a partir de uma página em branco. Há uma história que aparece do nada com montes de cores e personagens. O tempo e a paciência permitem às ideias que se unam lentamente num toque de magia. Neste workshop/masterclass, essa magia surge através de um processo de colagem num manancial de materiais, cores, caminho e pedaços de papel.

Público-alvo: adultos, professores e alunos de artes| Duração: 120’ | Entrada Livre, limitada à lotação do espaço

120'

Auditório da BLCS - Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “AS PALAVRAS DE MARIA ONDINA”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Professora, escritora, viajante. Maria Ondina Braga deixou o Minho natal e aventurou-se no mundo para se entregar à única coisa que tinha na vida, a escrita. Apesar de todos os lugares que habitou e contemplou, o mais secreto e profundo de todos carregava-o consigo desde criança. Chamava-se solidão e, como uma sombra, espalhou-se nas páginas delicadas dos seus livros. Através desta Oficina os participantes poderão “captar” a escritora Maria Ondina Braga através das suas próprias palavras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

“DOS CRIVOS HÁ IMAGEM" dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo Social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Tendo como base criativa o livro “O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes terão a oportunidade de explorar a técnica de POP UP.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"DOS CRIVOS HÁ IMAGEM" dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo Social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “OS MARCADORES DE MARIA ONDINA” tendo como base a coletiva 22×22 do Braga em Risco , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Um marcador de livros é uma ferramenta de marcação fina, geralmente feita de cartão, couro ou tecido, usada para acompanhar o progresso de um leitor num livro e permitir que o leitor retorne facilmente para onde a sessão de leitura anterior terminou. Nesta Oficina os participantes poderão criar marcadores de livros originais tendo como base a escritora Maria Ondina Braga.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"DOS CRIVOS HÁ IMAGEM", dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “PÁGINAS PARA QUE TE QUERO” , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Tendo como base criativa páginas da história “ O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes irão explorar formas e cores no “recheio” das letras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

CONCERTO ARIANNA CASELLAS E KAUÊ

Arianna Casellas canta o seu proto diário de viagem, mas começa a querer largá-lo para de fato poder disfrutar da paisagem. Entre as suas histórias encontra Kauê Gindri, marinheiro e companheiro de aventuras, mestre das místicas percussões, embalando os tempos do coração como melodias cheias de família, tempo e emoção.

Auditorio S. Frutuoso

CONCERTO ANDRÉ JÚLIO TURQUESA

André Júlio Turquesa procura unir as descobertas e memórias do seu alter ego viajante de Turquoise com o André actor, músico e compositor, que agora repousa as raízes e desarruma as ideias num novo lugar. Movido pela rotina, reencontros, procura interior e experimentação, surge Orgônio, um álbum de portas abertas ao compositor multi-instrumentista, que agora cria sem olhar a meios, mas abusando deles numa busca selvagem pelo que há de mais intenso nas memórias, influências, referências e suas constantes conjugações.

Auditorio S. Frutuoso

VISITA GUIADA À EXPOSIÇÃO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, com a contadora Inácia Cruz

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

60'

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “SELVA”, ilustrado e escrito por Marina Gibert | Kalandraka

A obra distinguida com o XIV Prémio Internacional Compostela para Álbuns Ilustrados é um livro visual que, sem palavras e apenas através das suas imagens, narra o divertido passeio - cheio de inesperados percalços - de um menino por uma selva de vegetação exuberante, que ocupa a totalidade da dupla página. Nada mais do que uma metáfora da vida, já que, nesta trajetória do protagonista, ao longo de um percurso tão denso quanto insólito, com subidas e descidas, e onde nada é o que parece, seja o caminho, os misteriosos olhos que se iluminam na selva colorida ou na montanha, fica implícito um convite ao leitor para que este se torne parte desta aventura fantástica.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “QUEM ESTÁ ESCONDIDO NA SELVA?”, com Marina Gibert

Nesta oficina seremos verdadeiros exploradores, e descobrir o que está ao virar da esquina! Será um tigre? Será um macaco? Ou será uma meia perdida na floresta?! Criemos então a nossa própria Selva e usemos a nossa imaginação para criar as situações mais inesperadas e inimagináveis.

Público-alvo: dos 06 aos 11 anos| Duração: 60’ | N.º máx. de participantes 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

Galeria do Paço

MERCADO MINI PORTO BELO

Desta vez, o mercadinho das crianças e adolescentes apresenta uma edição especial nos claustros do Largo do Paço. Entre os vários mercados urbanos que existem na cidade bracarense, este é o único dedicado a vendedores infantis. Vários mini comerciantes aproveitam a oportunidade para apresentar os seus dotes, talentos e especialidades, e vender os seus brinquedos, jogos, roupas e, claro está, livros e desenhos! Nesta edição especial, a arte, o desenho, a ilustração e a literatura infantojuvenil são os maiores protagonistas: vale trocar, vender, recitar, sugerir ou reciclar livros de todos os tipos, géneros, gostos e tamanhos. Nesta edição, voltará a haver o mercado dos mini-ilustradores!

4h

Claustros do Largo do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “A GRANDE PRINCESA”, ilustrado e escrito por Taro Miura, (com sessão de estórias por Elisabete Rosa-Machado) |The Poets and Dragons Society

Era uma vez um rei e uma rainha que descobrem entre as suas flores uma linda e pequenina princesa empoleirada numa folha. Muito felizes por encontrarem uma filha, fazem-lhe uma cama de penas e observam enquanto ela cresce o suficiente para dormir numa caixinha de anéis, uma xícara de chá e ao colo de um ursinho de peluche. A princesa continua a crescer e a crescer, até que a sua cabeça aparece no topo da torre mais alta do castelo. Será que o rei conseguirá descobrir como quebrar o feitiço antes que a enorme torre desmorone?

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

VISITA GUIADA À EXPOSIÇÃO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, com a contadora Inácia Cruz

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “MARIA ONDINA BRAGA. QUERO ENCONTRAR-ME COMIGO”, ilustrado por Sebastião Peixoto e escrito por Secundino Cunha | Opera Omnia

Este livro, dirigido a um público juvenil, mas que pode ser lido com proveito pelos mais crescidos, procura dar a conhecer a vida de uma das mais importantes autoras da Literatura Portuguesa: Maria Ondina Braga. Nascida em Braga há 100 anos – comemorando-se, portanto, o seu centenário de nascimento no corrente ano, Maria Ondina Braga repartiu a sua vida por diversos destinos (Inglaterra, França, Macau…), regressando finalmente à sua terra natal, que a autora recordava dizendo que nasceu numa cidade “com pedras do tempo dos romanos”. A sua obra espelha as vivências, mas também um profundo olhar sobre si mesma – com este livro, procuramos que o nosso olhar se aprofunde e possamos conhecer melhor a escritora que ocupa um lugar cimeiro na nossa história literária.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ENTRE REIS, PRÍNCIPES E PRINCESAS”, com Elisabete Rosa-Machado

No meio de todas as estórias com membros da realeza e muitos dragões, há um rei pequenino que vive muito triste e sozinho. Um dia, ele conhece uma grande princesa e pede-lhe que se torne na sua rainha. Após uma sessão de estórias, com recortes brilhantes e arrojados e um uso extravagante de colagem, ilustraremos a página de um livro.

Público-alvo: dos 3 aos 10 anos | Duração: 60’ | N.º máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “CASAS SEM MORADA”, com Mariana Rio

Há casas sem morada também. Abrigos, refúgios, lugares de passagem que nos fazem mudar de estado ou condição. A partir da apresentação de alguns livros ilustrados pela autora, pensaremos em conjunto, enquanto recortamos e colamos, sobre a ideia de habitar.

Público-alvo: famílias | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “ESTE É O LOBO”, Sessão de estórias em Kamishibai pela contadora Raquel Almeida. Livro escrito e ilustrado por Alexandre Rampazo. The Poets and Dragons Society,

"Este é o Lobo" é o livro de abertura desta sessão que nos faz desde cedo questionar as ideias pré-concebidas que temos sobre lobos e outros personagens clássicos da literatura.

Será que todos os lobos são maus? Este livro é apresentado em Kamishibai (kah-mee-she-bye) – uma forma de contar histórias com origem no Japão, que consiste em cartões robustos (tamanho A3), maravilhosamente ilustrados. A maneira de contar a história é única, lendo-se o texto na parte traseira dos cartões. Este movimento é uma forma mágica de cativar a atenção e interesse das crianças. No final todo o processo de exploração do kamishibai é revelado.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

MERCADO MINI PORTO BELO

Desta vez, o mercadinho das crianças e adolescentes apresenta uma edição especial nos claustros do Largo do Paço. Entre os vários mercados urbanos que existem na cidade bracarense, este é o único dedicado a vendedores infantis. Vários mini comerciantes aproveitam a oportunidade para apresentar os seus dotes, talentos e especialidades, e vender os seus brinquedos, jogos, roupas e, claro está, livros e desenhos! Nesta edição especial, a arte, o desenho, a ilustração e a literatura infantojuvenil são os maiores protagonistas: vale trocar, vender, recitar, sugerir ou reciclar livros de todos os tipos, géneros, gostos e tamanhos. Nesta edição, voltará a haver o mercado dos mini-ilustradores!

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “A IMAGEM DO INVISÍVEL”, com Alexandre Rampazo

Tendo como ponto de partida a ideia de que o autor de livros ilustrados ilustra o invisível, Alexandre Rampazo propõe a possibilidade de pensar a ilustração a partir das emoções, explorando possibilidades imagéticas através da técnica combinadas de colagem e óleo. A proposta da oficina é a de experimentar novos caminhos e possibilidades na criação de imagens, para que o aluno desenvolva mecanismos criativos através da imagem e da observação.

Público-alvo: Educadores, ilustradores e autores iniciantes, promotores de leitura, mediadores e pessoas interessadas no livro voltado para a infância e ilustrações | Duração: 60’| Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

Espaço Oficina do Mercado Municipal

CONCERTO ANÍBAL ZOLA

Aníbal Zola é um projeto de canções em português acompanhadas pelo contrabaixo. Com formação académica em Jazz, que desde 2008 tenta utilizar a língua portuguesa como cúmplice no seu processo de composição.

Auditorio S. Frutuoso

CONCERTO LUCA ARGEL

Cantor e compositor brasileiro, carioca tijucano e formado em música pela UNIRIO. É mestre em Literatura pela Universidade do Porto, em Portugal. Migrou para além-mar em 2012, para estudar, e foi ficando. É vocalista e compositor dos grupos Samba Sem Fronteiras e Orquestra Bamba Social, com quem divide a alegria de difundir a sonoridade e poesia da música brasileira em Portugal. Divide o tempo entre os palcos e outros projetos, como trilhas sonoras para dança e cinema, programas de rádio e podcasts dedicados à música brasileira, e a produção literária.

Auditorio S. Frutuoso

MERCADO RISCADO com os alunos do Mestrado de Ilustração do IPCA

Ao longo deste dia, nos claustros do Largo do Paço, os alunos do MIA - Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA dinamizarão um Mercado de Arte e Ilustração, assim como uma série de oficinas de ilustração com o objetivo de explorar intenções, ideias, sonhos e emoções que estruturam e inspiram o processo da criação e ilustração com a aplicação das mais variadas técnicas e materiais.

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINAS DO RISCO com os alunos do Mestrado de Ilustração do IPCA

Seis oficinas de ilustração a decorrer ao longo do dia, orientadas pelos alunos: Ana Luiza Lacerda, Carolina Batista, Maria Inês Freitas, Maria Mota, Mariline Rodrigues e Tiago Miguel.   

Público-alvo: geral| Nº máx. de participantes: 20 

 

OFICINA “IMAGINAR A REALIDADE”, com Ana Luiza Lacerda  Imaginar a realidade é uma oficina voltada para o desenho de observação associado ao exercício da criatividade e à prática da ilustração. Num primeiro momento pelo desenho, observando o mundo à nossa volta, um exercício fundamental para a etapa de imaginar e criar, visto que criamos pelo que vemos e pelo que vivemos. Num segundo momento pela interpretação dessas informações, como suporte para a nossa criatividade.  

OFICINA “ARTE É LIBERDADE”, , com Carolina Batista  Atividade coletiva de produção de uma ilustração tridimensional através da modelagem de figuras em plasticina criadas pelos vários participantes. O tema da oficina é ‘Arte é Liberdade’, reforçando a ideia de que a liberdade de expressão artística e cultural se trata de um direito humano fundamental.

OFICINA “BLOCOS ANIMADOS”, com Maria Inês Freitas  O mundo da animação pode ser um bicho de sete cabeças, mas com 3 quadros podemos trazer vida a uma simples ilustração. Nesta oficina, vamos conhecer algumas ferramentas e princípios básicos da animação e descobrir formas interessantes de construir uma animação que ganha vida quando folheamos o nosso bloco de notas.

OFICINA “QUAL É A PROFISSÃO DO TEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO”  com Maria Mota Nesta oficina os participantes irão retratar o seu animal de estimação, imaginando qual seria a sua profissão. O objetivo é treinar um exercício de memória e imaginação, explorando as potencialidades dos materiais. Ao mesmo tempo, a atividade procura apelar aos afetos através das relações que estabelecem com o animal.

OFICINA “O MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO IMAGINÁRIO”, com Mariline Rodrigues Esta oficina, com base na técnica de colagem, convida todos os participantes a criarem o seu animal de estimação imaginário, definindo cores e texturas. Seja um crocodilo com asas, um peixe com pernas ou um gato das cores do arco-íris, tudo é possível. O objetivo é deixar a criatividade fluir sem medo de errar.

OFICINA “LIVRO ILUSTRADO”, com Tiago Miguel  Nesta oficina iremos contar uma história em imagens, através de um livro ilustrado, onde apenas as ilustrações servirão para contar a história.

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “MINI MAPA SONORO”, com Marta Pombeiro e Inês Malheiro

O Mini Mapa Sonoro convida os participantes a fazerem a sua própria viagem pelo património de Braga. Partindo de referências sonoras, a aventura passa por criar um mapa visual e sonoro recorrendo à ilustração e gravação de sons. No final, estes mapas ficam disponíveis “online” em formato interativo, para uma exploração visual e sonora. O Mini Mapa Sonoro é um projeto do Circuito – Serviço Educativo Braga Media Arts, em parceria com o Município de Braga. Público-alvo: Público Geral | Duração: 2h30 | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

2h30

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “DRAGÃO JEREMIAS”, ilustrado por Carlo Giovani, escrito por Maria João Viegas

Num reino não muito distante daqui, onde homens e dragões vivem em paz, havia um jovem dragão de nome Jeremias, sonhador e amante de livros. Jeremias quer ler livros. É o que mais deseja na vida, mas isso não é tarefa fácil para um dragão porque sempre que se emociona, se assusta ou fica excitado com alguma aventura que lê, solta-se uma labareda e …PUFF, o livro fica feito em cinzas. Arranjará o Jeremias uma solução para este grande problema? Uma estória inspiradora para todos os que não desistem de lutar pelos seus sonhos. A apresentação do livro contará com o ilustrador Carlo Giovani e a editora Elisabete Rosa-Machado da The Poets and Dragons Society.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ENCONTRA-ME SE PUDERES”, com Carlo Giovani

Nesta oficina de ilustração, em que utilizamos a colagem como técnica, os participantes deparam-se com uma mesa onde estão centenas de pequenos pedaços de papéis coloridos, recortados em diferentes formas e tamanhos. A partir daí, são desafiados a encontrar formas ao acaso e a iniciarem a criação de uma personagem, de uma cena ou mesmo de uma breve narrativa visual.

Público-alvo: maiores de 4 anos| Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “PLANETA MAGALHÃES – POR ONDE ANDASTE, FERNÃO?”, ilustrado por Raquel Costa e escrito por Mário Augusto | Bertrand Editora

Quem foi Fernão de Magalhães? Porque ficou tão conhecido em Portugal e no Mundo? Este livro conta-nos a epopeia da circum-navegação, planeada e liderada por Fernão de Magalhães, que, ao serviço da Coroa espanhola, protagonizou a maior viagem da Humanidade, acrescentando novo conhecimento ao mundo de 1500.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “LIVRO MUTANTE”, com Carolina Celas

Um cabeçudo, uma chávena despenteada, um elefante mal-disposto e um arbusto desconfiado encontram-se num livro. O que andarão a tramar? Esta oficina desafia os pequenos a criar um conjunto de personagens num cenário tridimensional que viaja debaixo do braço.

Público-alvo: 6 aos 10 anos| Duração: 60’| Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

MASTERCLASS “A POESIA DO DESENHO”, com Joanna Concejo

Nesta “masterclass” para adultos, professores e estudantes de arte e ilustração, haverá uma conversa sobre o trabalho e o percurso da ilustradora, assim como uma breve apresentação de livros. A ilustradora polaca de renome internacional recorrerá à projeção de várias imagens e desenhos que servem para traçar um itinerário biográfico e bibliográfico e explicar as diferentes técnicas e métodos que utiliza. Esta atividade insere-se na programação da 6.ª edição do Encontro “Braga em Risco”, onde a referida ilustradora tem a exposição de originais patente com o título “A poesia no desenho”.

Público-alvo: adultos, professores e alunos de artes | Duração: 120’ | Entrada Livre, limitada à lotação do espaço

120'

Auditório da BLCS - Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “COMO INTERPRETAMOS MARIA ONDINA, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Imaginação é uma capacidade mental que permite a representação de objetos segundo aquelas qualidades dos mesmos que são dadas à mente através dos sentidos, seja para a escrita, para o desenho, como para qualquer outro. Nesta oficina os participantes irão utilizar a imaginação e a criatividade para a construção de uma peça tridimensional tendo como base a escritora Maria Ondina Braga. Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’ "Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “CADA LIVRO TEM UMA CAPA”, Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Quando falamos de livros, a capa e o título são o primeiro contato que o leitor terá com a obra. Como embalagem do livro, a capa tem o papel de transmitir o espírito do livro, revelando parte de sua alma e instigando o leitor a desvendar os mistérios contidos por detrás da sua capa. Tendo como base criativa a história “ O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes irão criar uma capa original.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “LETTERING” , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Lettering é um termo abrangente que abrange a arte de desenhar letras, em vez de simplesmente escrevê-las. O lettering é considerado uma forma de arte, em que cada letra de uma frase ou citação funciona como uma ilustração. Cada letra é criada com atenção aos detalhes e tem uma função única dentro de uma composição. Nesta Oficina os participantes irão utilizar a técnica de Lettering tendo como base palavras da escritora Maria Ondina Braga.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “PALAVRAS SOLTAS”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

E se de palavras soltas da história “ O Pequeno Ladrão de Palavras” se recriasse uma nova história visual? Nesta oficina a criatividade está presente nos trabalhos dos participantes através das palavras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

EXPOSIÇÃO

5 a 18 de novembro

DOCUMENTÁRIO “O QUE VÊEM OS ANJOS” 

05 a 18 de novembro | 11h00 e 15h30 Este filme convoca memórias, registos, imagens e passagens, pondo em relevo as origens, os sentidos da viagem e a vocação profundamente humana de uma escritora que se revelou, mostrando as paisagens de um mundo diverso e os dramas da condição humana. Entidade Promotora: Município de Braga | Produtor: Tiago Fernandes | Entidades Envolvidas: Malad'arte; PIF'H - Produções Ilimitadas Fora d'Horas; One Pixel at a Time; Human Hurdings.

Auditório da Casa dos Crivos  

MOSTRA DE ILUSTRAÇÃO E ANIMAÇÃO MIA, pelos alunos do Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA

05 a 18 de novembro | 10h00 e 14h30 Exposição de trabalhos de ilustração dos estudantes e mestres do Mestrado em Ilustração e Animação da Escola Superior de Design do IPCA, o único mestrado a nível nacional que reúne duas áreas emergentes, a ilustração e a animação, de uma forma multidisciplinar. Nesta exposição torna-se visível a exploração de abordagens conceptuais e tecnológicas variadas, em resposta às expectativas autorais de cada estudante, mas também numa relação direta com as necessidades do mercado. 

Auditório da Casa dos Crivos

LIVRARIA 100.ª PÁGINA

EXPOSIÇÕES | LIVRARIA 100.ª PÁGINA | 05 a 18 de novembro

Horário segunda a sábado: 09h00 às 19h30

“ONIRONAUTA”, de Zita Pinto

ONIRONAUTA explica o processo de experimentação até ao nascimento de uma ideia, a partir do “espírito” de um lugar. A proposta é do professor Nuno Sousa, no âmbito do Mestrado em Ilustração e Animação do IPCA. O lugar é a livraria Centésima Página, com os seus diferentes espaços e dinâmicas, propícios à criação. A ideia é preparar um livro-objeto em construção, que recria a experiência imersiva de LER.

Zita Pinto nasceu no Douro, de onde saiu especialista em subir às árvores e em corridas desenfreadas, encosta abaixo. Dizia que ia ser pintora, mas licenciou-se em Geologia. Durante os 11 anos em que trabalhou em prospeção mineira, passou por um punhado de países distintos, sem nunca parar de desenhar. Em 2013 começou a dedicar-se às áreas criativas, fez um curso técnico em Design Gráfico e vários cursos e workshops de desenho e ilustração. Ultimamente tem desenvolvido interesse por linguagens experimentais da ilustração, uma vertente que explora durante a frequência do Mestrado em Ilustração e Animação (IPCA). Ilustra paredes, janelas e muitos rostos. No entanto, é a ilustração infantojuvenil que lhe enche as medidas e lhe ocupa a maior parte do tempo. Colabora em projetos editoriais independentes e com editoras portuguesas conceituadas, contando com 18 livros ilustrados.

Livraria 100.ª Página

GALERIA DO PAÇO

EXPOSIÇÕES | GALERIA DO PAÇO | 05 a 18 de novembro 2022 Horário segunda a domingo: 10h00 às 12h30 e 14h30 às 18h00 “A POESIA NO DESENHO”, de Joanna Concejo Com os originais da ilustradora polaca de renome internacional, somos convidados a viajar entre várias narrativas visuais, obras gráficas e paisagens metafóricas, que tanto nos revelam como nos incomodam e colocam interrogações. Estes trabalhos da Joanna Concejo estão submersos na poesia e na reflexão de quem se confessa e se deslumbra com a vida e com a forma de a pensarmos. Obrigam-nos a parar e a fruir cada espaço, cada detalhe, que parece esquecido e arrastado no tempo, mas que integra uma composição e faz parte do todo maior. A sua poesia é o levitar da montanha num vazio de alma, o esconderijo onde cabe a floresta inteira e a valsa feliz e vagarosa num vagão de comboio que está ansioso por arrancar e viajar, para nos dar a descobrir o quanto fazemos falta ao mundo. Joanna Concejo nasceu em 1971, em Slupsk, no norte da Polónia. Na Academia de Belas Artes de Poznan, descobriu e experimentou uma variedade de técnicas que foram do desenho à pintura, gravura e serigrafia. Foi durante um estágio que descobriu a França onde conheceu o seu marido, mudando-se em 1994. A partir desse momento, começou a trabalhar a tempo inteiro como artista visual e ilustradora. Os seus desenhos passaram a integrar várias exposições e bienais de arte, despertando a atenção de alguns editores, e, em 2008, vê finalmente publicado o seu primeiro álbum ilustrado, o Senhor Ninguém. Desde então, já publicou mais de uma dezena de títulos e exibiu a sua arte pelo mundo inteiro, de Portugal à Coreia do Sul, obtendo inúmeros prémios e distinções internacionais. É publicada em mais de uma dezena de países e, além de ilustrar, também faz escultura e cerâmica, criando objetos de autor no Petit Atelier em Paris, e ainda leciona ilustração numa escola de arte em Sarmede, Itália. “AS ENTRELINHAS DA IMAGEM”, de Alexandre Rampazo Num breve recorte da produção do ilustrador e autor Alexandre Rampazo, temos a oportunidade de conhecer as artes originais do particular universo imagético do autor. Dando vida a lobos, fadas, reis e rainhas através dos seus guaches, aguarelas e grafites, o artista vai em busca da possibilidade de criar imagens que traduzam a poética da infância. As imagens tratam especificamente três das suas obras: “Imensamente pequeno”, “Este é o lobo” e “Pinóquio, o livro das pequenas verdades”. As obras juntas somam 14 prémios e reconhecimentos no seu país de origem, o Brasil, e internacionalmente como o IBBY Honour List 2022. Alexandre Rampazo formou-se em “design” pela Faculdade de Belas Artes em São Paulo, Brasil. Foi diretor de arte, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Escreveu e ilustrou: "Este é o lobo" e "Eustáquio - O Mágico Magnífico", ambos publicados em Portugal pela editora Poets and Dragons. É autor de textos e imagens de aproximadamente 20 livros e ilustrou por volta de 60 para outros autores. O seu trabalho recebeu os principais prémios no Brasil, como o Prémio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil; Prémio Jabuti; Prémio Biblioteca Nacional, e outros como Premio Fundación Cuatrogatos. Tem obras selecionadas no Clube de Leitura ODS da ONU e, recentemente, foi galardoado com o "IBBY Honour List 2022". “DIÁRIO GRÁFICO DE BRAGA”, de Nastya Varlamova Esta mostra de doze trabalhos da ilustradora russa, que vive em Portugal desde 2019, vai ao encontro da sua visão, compreensão e sensação que teve ao deambular, espreitar e viajar entre as ruas da cidade de Braga. Ao longo da sua residência artística, a ilustradora digital percebeu a oportunidade de explorar os ínfimos recantos e de confirmar a monumentalidade dos espaços mais famigerados. Ao entrar no Arco da Porta Nova e subir até ao Bom Jesus, encontrou estradas, caminhos, ruas e cangostas ocultas e esquecidas, como que a quererem ser encontradas, retratadas e reinventadas. Aqui e acolá, os seus traços com cores vibrantes levam-nos a passear por uma cidade que se abre desprendida à luz e ao sol como uma princesa romana que desperta num vale chuvoso e adormecido. Nastya chegou, sentiu e ilustrou a cidade que a foi conquistando. E agora, nesta exposição, retribui o carinho e a hospitalidade que recebeu através da sua arte. A ilustração une povos e línguas na esperança de um mundo de paz! Nastya Varlamova é uma ilustradora russa que reside em Portugal. Após trabalhar como maquilhadora no Teatro Académico Estadual de Opereta, em Moscovo, formou-se na British Higher School of Art and Design e iniciou o seu trabalho de ilustradora com marcas de renome internacional como a Nike, L’Occitane, 3M, Clarins ou a Naked. Lecionou alguns anos na BHSAD e realizou oficinas criativas para adultos, ajudando-os a melhorar a sua criatividade, até que, em 2019, se mudou com a família para Portugal. Desde então, desenvolve um projeto pessoal onde retrata e explora vilas e cidades portuguesas, criando diários gráficos autênticos, originais e criativos. Atualmente, Nastya trabalha para a Picsart USA. COLETIVA “CRIATURAS E MONSTROS SAÍDOS DE UMA HISTÓRIA QUALQUER” A ilustração tem vindo a procurar o seu lugar neste mundo contemporâneo cada vez mais dinâmico, disruptivo e transformador. De facto, são variadas as formas de criar símbolos e de comunicar através de materiais e objetos que há muito saem do papel, da tela ou do digital, para ganharem corpo, forma e volume tridimensional na argila. Nesta exposição de cerâmica, os artistas Miguel Fernandes, Mariana Jerónimo, Patrícia Pedro Afonso, Pedro Seromenho, Bárbara R. eSebastião Peixoto. estiveram várias semanas em contexto formativo numa residência artística do “Braga em Risco” com o Coletivo Cobalto. Cada qual teve a oportunidade de colocar em prática o seu estilo pictórico e, de uma forma personalizada, criar várias criaturas e monstros que poderiam ter saído de uma história qualquer. Esta exposição é o resultado visível dessa aprendizagem e de todo o esforço que resultou nestas peças de autor únicas! Residência Artística: Coletivo Cobalto (Mariana Jerónimo e Miguel Fernandes), com Bárbara R.,Patrícia Pedro Afonso, Pedro Seromenho,  e Sebastião Peixoto.  “DRAGÃO JEREMIAS”, de Carlo Giovani A exposição de originais do livro "Dragão Jeremias" conta com várias peças tridimensionais, um caderno de esboços, protótipos e um dos cenários completamente montados. Há, ainda, um vídeo que mostra o processo de montagem dos cenários do livro até serem fotografados e editados.  A história transporta-nos para um reino não muito distante daqui, onde homens e dragões vivem em paz. Lá habita um jovem dragão de nome Jeremias, sonhador e amante de livros. Jeremias quer ler livros, mas isso não é tarefa fácil para um dragão. Sempre que se emociona, que se assusta ou fica excitado com alguma aventura que lê, solta uma labareda e - PUFF! - o livro acaba em cinzas. Conseguirá o Dragão Jeremias arranjar uma solução para este problema? Esta é uma história inspiradora para todos os que não desistem de lutar pelos seus sonhos e estará em exposição na Galeria do Paço. Carlo Giovani é designer e ilustrador, dedicando-se à investigação e experimentação de diferentes técnicas de expressão e representação visual. Tendo o papel como o elemento central do seu trabalho, tenta explorar a sua versatilidade e plasticidade, desde as colagens bidimensionais até às possibilidades enquanto material escultórico. Nestes 22 anos como profissional, fez projetos para a Penguin Books, Cosac Naify, Companhia das Letras, Coca-Cola, Nike, Hershey’s, Pepsi, Elma Chips, Netflix, Spotify, entre outros clientes, e recebeu várias distinções em importantes prémios internacionais. Em 2018, foi conferencista do 6pt: Book Design Conference, que decorreu em Vilnius, Lituânia. Em 2012, foi selecionado para a shortlist do World Illustration Award, UK e, nesse mesmo ano, recebeu uma Menção Honrosa no 1.º Concurso do Prémio Bienal de Ilustração do Eixo Atlântico. Atualmente, vive em Braga. “MINI MAPA SONORO” - Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts.  O Mini Mapa Sonoro convida os visitantes e eventuais participantes a espreitarem e a fazerem a sua própria viagem pelo património de Braga. Partindo das suas referências sonoras, a maior aventura passa por criar um mapa visual e sonoro, recorrendo à ilustração e gravação dos mais distintos sons associados às ilustrações das crianças. Aqui, nesta exposição, os mapas estão disponíveis online, em formato interativo, para permitir uma exploração visual e sonora. O Mini Mapa Sonoro é um projeto do Circuito - Serviço Educativo Braga Media Arts, em parceria com o Município de Braga e, nesta sexta edição do “Braga em Risco - Encontro de Ilustração de Braga”, ganhará mais uma oficina com as referidas artistas. Desta forma, o mapa continuará dinâmico, interativo e convidativo às escolas, famílias e crianças. “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, de Natalina Cóias “O avental da minha avó” convida a reviver um sem fim de memórias e de recordações dos avós, num regresso às origens que nos aconchegam com cores emotivas, carinhosas e divertidas. A ilustradora Natalina Cóias pegou nas palavras da autora Andreia Duarte e emprestou-lhes toda a sua arte e ternura, resultando numa viagem de sensações incomparáveis e familiares. Conseguem imaginar um avental espanador que trabalha a todo o vapor!? E depois, mais devagar e com carinho, consegue limpar as lágrimas de dor? É um avental ilustrado com segredos encantadores e, nesta exposição, vão poder espreitar tudo o que cabe dentro do seu bolso! Natalina Cóias nasceu a 17 de julho de 1972 na cidade de Elvas. O seu maior sonho, já concretizado, era o de ser educadora de infância. Para si, o seu mundo e o mundo das crianças é o mesmo, porque é no universo destas que se inspira diariamente em tudo o que faz. Da intensidade do contacto diário com estes seres mágicos, pequenos no tamanho, mas grandes em imaginação e no coração, nasceu outra paixão… a de se tornar ilustradora de livros infantis. Gosta muito do mar, de dormir e de se espreguiçar… das luzes de natal na janela, do cheiro da lareira e da canela. Gosta de histórias… de as ouvir, de as contar e de as ilustrar! “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, de Nathalie Minne A exposição narra visualmente a história da autora francesa que, através dos seus originais, nos emociona, nos deslumbra e rouba-nos as palavras. Todas as noites, depois de a noite cair e a lua iluminar o caminho, há uma personagem que caminha pelos telhados da aldeia: é o pequeno ladrão de palavras, que vem fazer a sua colheita de histórias e de novas palavras. Tudo lhe interessa e tudo o seduz: palavras raivosas, palavras de criança, vermelhas, verdes e até as impossíveis de pronunciar. De volta à sua cabana, o pequeno ladrão de palavras despeja as palavras no chão e inicia uma dança festiva. Após a festa, coloca-as em frascos, transformando-as em tranças de louvores, lenços de insultos ou meias de palavras eruditas. Todas as noites acontece o mesmo, até o pequeno ladrão conhecer uma menina. Agora, sem nada que lhe possa oferecer, ele terá de roubar novas e preciosas palavras: palavras de carinho e amor. Nathalie Minne nasceu em Pays de Caux, na Normandia, num canto de terra entre o rio Sena e o mar, rodeado por falésias brancas e coberto por searas de trigo e de linho com manchas verdes. Mudou-se para Paris, como tantos outros, para depois a deixar, como tantos outros. Frequentou alguns anos na Escola Superior de Artes Gráficas de Paris, onde aprendeu composição de imagens. Seguiram-se alguns anos emocionantes entre diversas oficinas de design gráfico nas quais aprendeu a fazer letreiros, postais, cartazes e tantas outras coisas práticas. O desejo de contar histórias surgiu com o nascimento dos filhos. "O pequeno ladrão de palavras” chegou às livrarias em 2009 com ilustrações em pastel, gravura e colagem. Desde então, muitas outras histórias se seguiram. “QUE PLANETA É ESTE?”, de Eduarda Lima “Que Planeta é Este?” é um livro que nos faz um convite irresistível: olhar lá para fora e redescobrir este planeta, cujo amanhã está nas nossas mãos construir. Com a exposição das suas ilustrações conseguimos atravessar desertos alienígenas no Iémen e mares de mil cores na Austrália. Do Alasca à Papua-Nova Guiné, somos surpreendidos por aves do paraíso, árvores ancestrais e luzes que dançam no céu. Trata-se de um álbum de regresso à importância do ativismo ambiental para os mais novos, inspirando a repensar o papel da natureza no futuro das cidades e planetas! Eduarda Lima estudou Arquitectura e Motion-Design em Londres e ilustração no Ar.Co, em Lisboa. Dedica-se à ilustração e animação 2D, num percurso internacional e premiado. Em Maio de 2020, publicou o seu primeiro álbum ilustrado, O Protesto, com as edições Orfeu Negro. O livro recebeu uma Menção Especial no Prémio Nacional de Ilustração, atribuído pela DGLAB em 2021. Em Maio de 2022, publicou com a mesma editora o seu segundo álbum ilustrado, Que Planeta É Este?. “SÃO OS SONHOS QUE SEGURAM O MUNDO NA SUA ÓRBITA” , de Helena Zália, Márcio Décio e Vânia Kosta Nesta exposição-instalação aconchegamos o corpo, a alma e os sentidos nesse lugar onde os sonhos acontecem. Aos dias, seguem-se as noites. Os brancos fecham-se de negro e o sol passa o testemunho à lua. Surgem silhuetas, linhas, apontamentos de vida e as palavras a dançar nas páginas livres de um livro. O presente dá o lugar ao futuro. Folheamos o tempo e o espaço. Escutamos o sussurro das palavras. Escutamos a voz dos sonhos que seguram o mundo na sua órbita. Escutamos. “SELVA”, de Marina Gibert As ilustrações desta obra distinguida com o XIV Prémio Internacional Compostela para Álbuns Ilustrados refletem o exotismo de um livro visual que, sem palavras, e apenas através das suas imagens, narra um divertido passeio - cheio de inesperados percalços - de um menino que deambula numa selva de vegetação exuberante. Esta narrativa não é mais que uma metáfora da vida já que, na trajetória do protagonista, que se revela tão densa quanto insólita e onde nada é o que parece, o leitor é convidado a participar numa grande aventura repleta de curiosidade e fantasia. Marina Gibert nasceu em Girona (Espanha) na primavera de 1989. Passou a sua infância a desenhar nas margens dos cadernos de literatura e matemática, até que finalmente começou a estudar ilustração na Escola de Arte e Design La Llotja em Barcelona (Espanha). Mais tarde, participou no Seminário de Ilustração Infantil no Centro de Arte e Comunicação Ar.Co em Lisboa (Portugal), onde reside atualmente. Entretanto, já ilustrou livros, revistas e algumas paredes. Concentra o seu trabalho na natureza, nas pessoas e na experimentação do livro como um objeto. “TALVEZ UM CÃO”, de Paulo Galindro A mostra é um conjunto de trabalhos vivos, dinâmicos e coloridos com o trágico-cómico a que o autor nos habituou. Utilizando placas de MDF e uma mão-cheia de talento, o ilustrador cria um ritmo e uma cadência de emoções que vão do terror à folia, brincando com a atenção do espectador. A obra narra a história de um menino que queria ter um cão, mas, em casa, apareceu-lhe um crocodilo. Era enorme e assustador, tinha uma boca cheia de dentes e mais de cinco metros de altura! A partir desse dia, a vida do menino mudou e o seu cantinho da brincadeira tornou-se o cantinho do medo! Paulo Galindro nasceu a 11 de julho de 1970. Licenciou-se em arquitetura. É autor de diversos livros ilustrados, feitos em parceria com alguns dos mais importantes escritores nacionais e internacionais, como Luís Sepúlveda, António Mota, David Machado, entre outros. Criou, juntamente com Natalina Cóias, o coletivo de ilustração Pintarriscos. Viu a sua obra premiada por diversas vezes, das quais destacamos a Menção Honrosa no Prémio Nacional de Ilustração 2009, o prémio SPA / RTP 2010, na categoria de literatura infanto-juvenil, e em 2012, integrando os finalistas nas categorias Melhor Ilustração Original e Design de Obra Infanto-Juvenil, na 5.ª edição dos Prémios de Edição da Revista Ler / Booktailors. Residências artísticas “A MAIOR FLOR DO MUNDO”, Carlo Giovani  A partir da leitura e exploração do livro “A Maior Flor do Mundo”, de José Saramago, os alunos participantes serão convidados a fazer uma nova versão da história e, tal como sugere o autor, “com palavras muito simples... escritas por ti que me lês, mas muito mais bonita”. Na segunda parte dessa oficina, e com base na versão inventada, criarão uma ilustração através de técnicas de recorte e colagem. Serão oficinas construtivas, visando explorar as palavras e as imagens da nova narrativa e da referida obra. Depois da realização da residência com as oficinas previstas com as escolas, os textos e as ilustrações serão utilizados para a montagem de uma instalação que ficará em exibição na Galeria do Paço durante esta sexta edição do “Braga em Risco”. Residência Artística: Carlo Giovani com os alunos da EB de S. Victor,  EB da Enguardas, EB do Bairro da Alegria, EB da Quinta da Veiga e EB da Misericórdia “CARTAS CRUZADAS”, Coletivo Caia  A residência CARTAS CRUZADAS resulta de um movimento, de uma troca de correspondência desenhada. Esta troca, inicialmente, tem apenas duas emissoras que também são recetoras: Rachel Caiano e Ana Biscaia. As ilustradoras começam por trocar, entre elas, cartas desenhadas, num movimento pendular, de conversa lenta, à distância. Uma carta responde à outra, ou então acrescenta algo. Podem desenhar o passado, ideias, projetos, emoções, levantar questões, sublinhar o fundamental. Podem também escrever coisas, por a escrita ser também, mesmo que não pareça, desenho! As cartas são um jogo da descoberta, onde ocorrem revelações. A troca de correspondência é uma atividade em vias de extinção.     Residência Artística: Coletivo CAIA (Ana Biscaia e Rachel Caiano) com os alunos da EB 2/3 Frei Caetano Brandão, CE da Gandra e utentes da ERPI-Estrutura Residencial para Pessoas Idosas de Santo Adrião   COLETIVA “DE BRAGA A CORUNHA NUM RISCO” A ilustração é uma ponte de narrativa que consegue unir línguas, cidades e histórias. Com esta coletiva, os curadores Manel Craneo, Marta Madureira e Pedro Seromenho vislumbraram uma oportunidade de aproximar as regiões vizinhas do Minho e da Galiza, com as suas semelhanças e diferenças, através da imagem. Após elegerem dez temáticas distintas, que vão dos momentos mais marcantes de cada cidade com as suas lendas, arquitetura local, música, arte e artesanato até uma visão mais contemporânea e futurista, foi lançado o desafio aos artistas de acrescentarem a sua visão e sensibilidade. Enquadrada na 6.ª edição do “Braga em Risco”, onde se homenageia o legado histórico com os olhos postos no futuro, esta coletiva reúne os trabalhos de dez ilustradores bracarenses e outros dez de ilustradores da Corunha. Juntos, teremos uma visão mais abrangente do mundo e de nós próprios! Ilustradores de Braga: Ângela Vieira, Carlo Giovani, César Figueiredo, Pedro Simões, Raquel Costa, Sebastião Peixoto, Sérgio Ribeiro, Soraia Oliveira, Tiago Lourenço e Zita Pinto. Ilustradores da Corunha: Alberto Taracido, Diego Burdio, Jano Viñuela, Javi Montes, Luis Sendón, Paula Esteban, Santy Gutiérrez, Suso Cubeiro, Xulia Pisón e Manel Cráneo.

Galeria do Paço

MERCADO MUNICIPAL

EXPOSIÇÕES | MERCADO MUNICIPAL | 05 a 18 de novembro

Horáriosegunda-feira e domingo: 09h00 às 23h00 | terça-feira a quinta-feira: 07h00 às 23h00 |  sexta-feira e sábado: 07h00 às 24h00

“POEMAS DA HORTA E OUTRAS VERDURAS”, de Marta Monteiro

Poemas da horta e outras verduras? Mas, será que podemos fazer ou, mesmo, ler poemas sobre um nabo ou uma abóbora-menina?... Claro que sim. Aqui, acima de tudo, brinca-se. Com palavras, com poemas, com histórias. Por acaso — ou não será assim tão por acaso? —, as personagens são da horta, mas poderiam ser outras. Podia ser qualquer pessoa que visite a exposição ou que leia o livro. Qualquer pessoa com alegrias e tristezas, qualidades e defeitos, desejos e sonhos. São pequenas histórias que acontecem diariamente, contadas através desta exposição. 

Marta Monteiro nasceu em 1973, em Penafiel. Desenvolve trabalhos nas áreas da ilustração e do cinema de animação. É licenciada em Artes Plásticas/Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Colabora com diversas publicações nacionais e internacionais. Em 2014, foi distinguida pelo livro Sombras pelo Communication Arts Annual Illustration Awards e, desde então, outros prémios se seguiram como o Prémio Vasco Granja, apoiado pela Sociedade Portuguesa de Autores, pelo melhor filme da competição portuguesa Monstra 2018. 

“POEMAS PARA AS QUATRO ESTAÇÕES”, de Catarina Correia Marques

Para que as plantas floresçam na primavera, é preciso que, antes disso, o inverno as embale na terra, que o outono lhes espalhe as sementes ao vento, que o verão lhes amadureça os frutos. Os animais vão e vêm, conforme faz mais frio ou mais calor, e até nós nos comportamos de maneira diferente, com alegrias e afazeres próprios de cada tempo. Nenhuma estação do ano faz sentido sem as restantes. Esta exposição permite-nos contemplar a beleza de cada uma delas, numa espécie de poesia que entendemos não só com os sentidos, mas, sobretudo, com o coração.

Catarina C. Marques estudou Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa e, no último ano, descobriu a ilustração. Realizou uma pós-graduação em Livro Infantil e, se pudesse, passaria grande parte do seu tempo a aprender e a explorar. Habitualmente, anda rodeada de letras, papéis e materiais riscadores. Em 2006, publicou o seu primeiro livro, e, nesse mesmo ano, ganhou o 2.º prémio no concurso literário da Trofa - Matilde Rosa Araújo. Em 2012, venceu o Concurso Mascote das Livrarias Bertrand e, em 2018, foi nomeada, pela Sociedade Portuguesa de Autores na categoria de Melhor Livro Infanto-juvenil, com a obra “Poemas para as Quatro Estações”.

Mercado Municipal

MUSEU DA IMAGEM

EXPOSIÇÕES | MUSEU DA IMAGEM | 05 a 18 de novembro

Horário segunda-feira a domingo: 10h00 às 12h30 e 14h30 às 18h00

MOSTRA COLETIVA dos alunos do &nbspMIA - Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA.

O MIA - Mestrado de Ilustração e Animação da Escola Superior de Design do IPCA é o único mestrado a nível nacional que reúne duas áreas emergentes, a Ilustração e a Animação de uma forma multidisciplinar e respondendo assertivamente às necessidades do mercado atual e global. Nesta coletiva de vinte trabalhos jovens e irreverentes, mostra-se a arte, o talento e a técnica adquirida ao longo do mestrado e da aprendizagem destes jovens criadores.

Museu da Imagem

VISITA GUIADA ÀS EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador Rui Ramos

VISITA GUIADA ÀS  EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador  Rui Ramos

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ANATOMIA ANIMADA DO MEU SER IMAGINÁRIO”, com Marta Torrão

Tenho uma ideia do meu ser imaginário! Ora vamos lá passar essa ideia para o papel! Vamos desenhá-la, e pensar de onde vem este meu ser? Existe? É real? Onde pertence?Vamos criar uma identidade para este ser. Pensar e pintar o seu interior, como é o seu cérebro? Será igual ao meu? Como respira? Como anda? Vamos criar um pequeno livro animado com a sua anatomia. 

Público-alvo: 8 aos 14 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 15 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, ilustrado por Natalina Cóias e escrito por Andreia Duarte | Editora Paleta de Letras

Quando recebi este avental do enxoval da minha avó, foi como se me vestisse de tudo o que este carregava: emoções, saudades e boas recordações! Consegues imaginar um avental espanador, que trabalha a todo o vapor!? E depois, com carinho, também limpa as lágrimas de dor. Só te posso dizer que não irás acreditar no que cabe no seu bolso! Queres espreitar!?

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

PERFORMANCE “BANCA DE RETRATOS FEIOS”, com Ricardo Ladeira

Senta-te em frente ao artista e aguarda pelo teu retrato. Pode não ficar bonito, nem parecido. Pode até ficar estranho e feio, muito feio.

3:30'

Largo do Paço

VISITA GUIADA ÀS EXPOSIÇÕES DA GALERIA DO PAÇO, com o contador Rui Ramos

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. participantes: 30

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “UM AVENTAL ILUSTRADO DE RECORDAÇÕES E AMOR”, com Natalina Cóias

Nesta oficina da ilustradora Natalina Cóias sobre o seu último livro “O avental da minha avó”, haverá diversos aventais brancos e recortados no tempo e espaço, onde poderão colar e colorir as emoções e recordações dos vossos avós. Uma oficina com muita criatividade e carinho! Público-alvo: maiores de 4 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

MERCADO RISCADO

O Largo do Paço transforma-se numa galeria viva com um mercado de ilustração e ilustradores, onde é possível comprar, observar e analisar o trabalho ao vivo, conversar com os ilustradores e ouvir histórias descomplicadas com a magia de um risco e de um sorriso numa proximidade e desmistificação autoral. Ilustradores: Abigail Ascenso, Ana Biscaia, Anabela Dias, André Caetano, Ângela Vieira, Bárbara R., Carla Nazareth, Catarina Bico, Danuta Wojciechowska, David Penela, Eva Evita, Fedra Santos, Helena Zália, Mariana Gusmão, Marta Nunes, Pedro Simões, Rabiscodelia, Rachel Caiano, Rafaela Rodrigues, Mafalda Milhões, Sara Lou, Soraia Oliveira e Uma Joana.

3h

Claustros do Largo do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “TALVEZ UM CÃO”, ilustrado por Paulo Galindro e escrito Isabel Peixeiro | The Poets And Dragons Society

Era uma vez um menino que queria ter um cão. Mas em casa apareceu-lhe um crocodilo. Assustador, enorme, com a boca cheia de dentes e mais de cinco metros de altura. A partir desse dia, a vida do menino mudou e o cantinho da brincadeira tornou-se o cantinho do medo. A apresentação do livro estará a cargo de Paulo Galindro e Elisabete Rosa-Machado, da The Poets And Dragons Society.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “QUE PLANETA É ESTE?”, ilustrado e escrito por Eduarda Lima | Orfeu Negro

Eduarda Lima, ilustradora premiada, apresenta o seu novo álbum “Que Planeta É Este?”, publicado em 2022 pelas edições Orfeu Negro. Este livro é um convite irresistível: olhar lá para fora e redescobrir este planeta, cujo amanhã está nas nossas mãos construir. Trata-se de uma obra sobre biodiversidade e proteção ambiental, para repensar o papel da natureza no futuro das nossas cidades.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “QUE PLANETA É ESTE?”, com Eduarda Lima

Que planeta é este em que vivemos? E em que planeta gostaríamos de viver? Nesta oficina pensaremos no planeta que temos e no que gostaríamos de ter. Abriremos janelas para imaginar um futuro maravilhoso, projetando ideias e visões de um mundo melhor. Público-alvo: maiores de 4 anos| Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da atividade

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “TALVEZ UM CÃO”, com Paulo Galindro

Os surrealistas chamavam-lhe Cadavre Exquis: um exercício de criatividade, libertação, desapego e partilha, através do qual se vai construindo uma imagem, sem saber o que foi desenhado antes, nem prever o que será desenhado depois. Os resultados serão, por isso, totalmente inesperados e surpreendentes. Este exercício tem um nome bem esquisito, eu sei. Chamemos-lhe, por isso, em honra do livro que está na base desta oficina, um Cão Esquisito. Ou será um Crocodilo? Bom... para saberem a resposta, terão de ler o livro. E participar nesta oficina esquisita. Serão 60 minutos a sermos todos esquisitos. Fixe, não é? E esquisito, também…  

Público-alvo: 5 aos 9 anos | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

M.I.A. – MERCADOS INCRÍVEIS DA ARTE

Nos M.I.A - Mercados Incríveis de Arte - procura-se reativar o vínculo emocional icónico da cidade e aproximar o trabalho dos artistas da comunidade com o seu público. Todos os artistas são convidados a integrar estes Mercados (mediante inscrição) e todos os amantes das Artes são convidados a visitá-lo; a entrada é livre e há muitas surpresas preparadas!

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “OFICINA DE CARIMBOS”, com Catarina C. Marques

Criemos uma verdadeira oficina de carimbos! Iremos recortar, colar e carimbar! E no final, levarás para casa postais ilustrados por ti e carimbos prontos a usar!

Público-alvo: geral, famílias | Duração: 90’| | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

Performance “PINTURA DO IMPROVISO EM TELA GIGANTE”, com Ricardo Ladeira

Vamos improvisar? Vamos deixar-nos levar pela luz, pela energia, pelo momento e criar. Criar sem limitações dando asas à nossa imaginação. Nesta performance, aprendemos o poder da improvisação na pintura e como podemos daqui, criar uma obra de arte.

4h

Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “CONTAR HISTÓRIAS COM BANDA DESENHADA”, com André Caetano

Nesta oficina aprenderemos a linguagem e as características intrínsecas à Banda Desenhada, bem como o processo de pensar/planear e de desenhar a história de uma página, de um plano ou prancha, sobre um tema em particular.

Público-alvo: maiores de 10 anos | Duração: 90’| N.º máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

90'

Galeria do Paço

LANÇAMENTO DO LIVRO “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, ilustrado e escrito por Nathalie Minne | Editora Paleta de Letras

Todas as noites, ao cair da noite, uma personagem enigmática caminha pelos telhados da aldeia: é o pequeno ladrão de palavras, que faz a sua colheita de histórias e de novas palavras. De volta à sua cabana, o pequeno ladrão de palavras espalha as palavras pelo chão e comemora numa grande dança festiva. Depois, guarda-as em frascos, improvisando tranças de louvores, lenços de insultos ou meias de palavras eruditas, até que, um dia, o pequeno ladrão conhece uma linda menina. Para ela, terá de roubar novas e preciosas palavras: palavras de amor.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “COISAS QUE GOSTAM DE COISAS”, ilustrado por Rachel Caiano e escrito por João Pedro Mésseder | Editorial Caminho

A vida não seria vida sem uns bons gostares de vez em quando. Mas, às vezes, é preciso aprender a gostar. Também os bichos gostam e desgostam. E até as coisas. «As coisas? Que coisas?», pergunta certa menina. Pois… a Lua, o ribeiro, o mar, a música, o túnel, a cadeira de rodas, o alfabeto, o livro, as sombras, as pedras, o vento… eu sei lá! Ele há tanta coisa a gostar de tanta coisa…

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “DAS COISAS NASCEM COISAS” – A LINHA, com Rachel Caiano

As coisas são mesmo o que são ou são outras coisas? Poderemos ver o avesso das coisas? E o avesso das palavras? Ao olharmos para os objetos do dia a dia poderemos ver coisas escondidas? Um pente pode ser apenas um pente, mas também uma centopeia ou umas escadas. As coisas podem ser outras coisas e a nossa tarefa é descobri-las. A nossa tarefa é manter o olhar curioso. Os participantes vão habitar as páginas de um livro harmónio com desenhos e colagens, tendo como ponto de partida uma linha. O que poderá ser essa linha? O horizonte, uma corda ou outra coisa? Usando materiais que poderão ir do carvão, aos marcadores, carimbos ou pastel, as histórias irão surgindo e serão registadas ao longo das páginas deste livro harmónio.

Público-alvo: famílias, a partir dos 5 anos | Duração: 60’ | N.º máx. de participantes: 20 | | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

MASTERCLASS “COLAGEM”, com Nathalie Minne

De onde surgem as ideias? Tudo começa a partir de uma página em branco. Há uma história que aparece do nada com montes de cores e personagens. O tempo e a paciência permitem às ideias que se unam lentamente num toque de magia. Neste workshop/masterclass, essa magia surge através de um processo de colagem num manancial de materiais, cores, caminho e pedaços de papel.

Público-alvo: adultos, professores e alunos de artes| Duração: 120’ | Entrada Livre, limitada à lotação do espaço

120'

Auditório da BLCS - Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “AS PALAVRAS DE MARIA ONDINA”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Professora, escritora, viajante. Maria Ondina Braga deixou o Minho natal e aventurou-se no mundo para se entregar à única coisa que tinha na vida, a escrita. Apesar de todos os lugares que habitou e contemplou, o mais secreto e profundo de todos carregava-o consigo desde criança. Chamava-se solidão e, como uma sombra, espalhou-se nas páginas delicadas dos seus livros. Através desta Oficina os participantes poderão “captar” a escritora Maria Ondina Braga através das suas próprias palavras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

“DOS CRIVOS HÁ IMAGEM" dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo Social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “O PEQUENO LADRÃO DE PALAVRAS”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Tendo como base criativa o livro “O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes terão a oportunidade de explorar a técnica de POP UP.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"DOS CRIVOS HÁ IMAGEM" dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo Social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “OS MARCADORES DE MARIA ONDINA” tendo como base a coletiva 22×22 do Braga em Risco , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Um marcador de livros é uma ferramenta de marcação fina, geralmente feita de cartão, couro ou tecido, usada para acompanhar o progresso de um leitor num livro e permitir que o leitor retorne facilmente para onde a sessão de leitura anterior terminou. Nesta Oficina os participantes poderão criar marcadores de livros originais tendo como base a escritora Maria Ondina Braga.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"DOS CRIVOS HÁ IMAGEM", dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “PÁGINAS PARA QUE TE QUERO” , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Tendo como base criativa páginas da história “ O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes irão explorar formas e cores no “recheio” das letras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

CONCERTO ARIANNA CASELLAS E KAUÊ

Arianna Casellas canta o seu proto diário de viagem, mas começa a querer largá-lo para de fato poder disfrutar da paisagem. Entre as suas histórias encontra Kauê Gindri, marinheiro e companheiro de aventuras, mestre das místicas percussões, embalando os tempos do coração como melodias cheias de família, tempo e emoção.

Auditorio S. Frutuoso

CONCERTO ANDRÉ JÚLIO TURQUESA

André Júlio Turquesa procura unir as descobertas e memórias do seu alter ego viajante de Turquoise com o André actor, músico e compositor, que agora repousa as raízes e desarruma as ideias num novo lugar. Movido pela rotina, reencontros, procura interior e experimentação, surge Orgônio, um álbum de portas abertas ao compositor multi-instrumentista, que agora cria sem olhar a meios, mas abusando deles numa busca selvagem pelo que há de mais intenso nas memórias, influências, referências e suas constantes conjugações.

Auditorio S. Frutuoso

VISITA GUIADA À EXPOSIÇÃO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, com a contadora Inácia Cruz

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

60'

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “SELVA”, ilustrado e escrito por Marina Gibert | Kalandraka

A obra distinguida com o XIV Prémio Internacional Compostela para Álbuns Ilustrados é um livro visual que, sem palavras e apenas através das suas imagens, narra o divertido passeio - cheio de inesperados percalços - de um menino por uma selva de vegetação exuberante, que ocupa a totalidade da dupla página. Nada mais do que uma metáfora da vida, já que, nesta trajetória do protagonista, ao longo de um percurso tão denso quanto insólito, com subidas e descidas, e onde nada é o que parece, seja o caminho, os misteriosos olhos que se iluminam na selva colorida ou na montanha, fica implícito um convite ao leitor para que este se torne parte desta aventura fantástica.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “QUEM ESTÁ ESCONDIDO NA SELVA?”, com Marina Gibert

Nesta oficina seremos verdadeiros exploradores, e descobrir o que está ao virar da esquina! Será um tigre? Será um macaco? Ou será uma meia perdida na floresta?! Criemos então a nossa própria Selva e usemos a nossa imaginação para criar as situações mais inesperadas e inimagináveis.

Público-alvo: dos 06 aos 11 anos| Duração: 60’ | N.º máx. de participantes 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

Galeria do Paço

MERCADO MINI PORTO BELO

Desta vez, o mercadinho das crianças e adolescentes apresenta uma edição especial nos claustros do Largo do Paço. Entre os vários mercados urbanos que existem na cidade bracarense, este é o único dedicado a vendedores infantis. Vários mini comerciantes aproveitam a oportunidade para apresentar os seus dotes, talentos e especialidades, e vender os seus brinquedos, jogos, roupas e, claro está, livros e desenhos! Nesta edição especial, a arte, o desenho, a ilustração e a literatura infantojuvenil são os maiores protagonistas: vale trocar, vender, recitar, sugerir ou reciclar livros de todos os tipos, géneros, gostos e tamanhos. Nesta edição, voltará a haver o mercado dos mini-ilustradores!

4h

Claustros do Largo do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “A GRANDE PRINCESA”, ilustrado e escrito por Taro Miura, (com sessão de estórias por Elisabete Rosa-Machado) |The Poets and Dragons Society

Era uma vez um rei e uma rainha que descobrem entre as suas flores uma linda e pequenina princesa empoleirada numa folha. Muito felizes por encontrarem uma filha, fazem-lhe uma cama de penas e observam enquanto ela cresce o suficiente para dormir numa caixinha de anéis, uma xícara de chá e ao colo de um ursinho de peluche. A princesa continua a crescer e a crescer, até que a sua cabeça aparece no topo da torre mais alta do castelo. Será que o rei conseguirá descobrir como quebrar o feitiço antes que a enorme torre desmorone?

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

VISITA GUIADA À EXPOSIÇÃO “O AVENTAL DA MINHA AVÓ”, com a contadora Inácia Cruz

Público-alvo: Geral | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 30

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “MARIA ONDINA BRAGA. QUERO ENCONTRAR-ME COMIGO”, ilustrado por Sebastião Peixoto e escrito por Secundino Cunha | Opera Omnia

Este livro, dirigido a um público juvenil, mas que pode ser lido com proveito pelos mais crescidos, procura dar a conhecer a vida de uma das mais importantes autoras da Literatura Portuguesa: Maria Ondina Braga. Nascida em Braga há 100 anos – comemorando-se, portanto, o seu centenário de nascimento no corrente ano, Maria Ondina Braga repartiu a sua vida por diversos destinos (Inglaterra, França, Macau…), regressando finalmente à sua terra natal, que a autora recordava dizendo que nasceu numa cidade “com pedras do tempo dos romanos”. A sua obra espelha as vivências, mas também um profundo olhar sobre si mesma – com este livro, procuramos que o nosso olhar se aprofunde e possamos conhecer melhor a escritora que ocupa um lugar cimeiro na nossa história literária.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ENTRE REIS, PRÍNCIPES E PRINCESAS”, com Elisabete Rosa-Machado

No meio de todas as estórias com membros da realeza e muitos dragões, há um rei pequenino que vive muito triste e sozinho. Um dia, ele conhece uma grande princesa e pede-lhe que se torne na sua rainha. Após uma sessão de estórias, com recortes brilhantes e arrojados e um uso extravagante de colagem, ilustraremos a página de um livro.

Público-alvo: dos 3 aos 10 anos | Duração: 60’ | N.º máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “CASAS SEM MORADA”, com Mariana Rio

Há casas sem morada também. Abrigos, refúgios, lugares de passagem que nos fazem mudar de estado ou condição. A partir da apresentação de alguns livros ilustrados pela autora, pensaremos em conjunto, enquanto recortamos e colamos, sobre a ideia de habitar.

Público-alvo: famílias | Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “ESTE É O LOBO”, Sessão de estórias em Kamishibai pela contadora Raquel Almeida. Livro escrito e ilustrado por Alexandre Rampazo. The Poets and Dragons Society,

"Este é o Lobo" é o livro de abertura desta sessão que nos faz desde cedo questionar as ideias pré-concebidas que temos sobre lobos e outros personagens clássicos da literatura.

Será que todos os lobos são maus? Este livro é apresentado em Kamishibai (kah-mee-she-bye) – uma forma de contar histórias com origem no Japão, que consiste em cartões robustos (tamanho A3), maravilhosamente ilustrados. A maneira de contar a história é única, lendo-se o texto na parte traseira dos cartões. Este movimento é uma forma mágica de cativar a atenção e interesse das crianças. No final todo o processo de exploração do kamishibai é revelado.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

MERCADO MINI PORTO BELO

Desta vez, o mercadinho das crianças e adolescentes apresenta uma edição especial nos claustros do Largo do Paço. Entre os vários mercados urbanos que existem na cidade bracarense, este é o único dedicado a vendedores infantis. Vários mini comerciantes aproveitam a oportunidade para apresentar os seus dotes, talentos e especialidades, e vender os seus brinquedos, jogos, roupas e, claro está, livros e desenhos! Nesta edição especial, a arte, o desenho, a ilustração e a literatura infantojuvenil são os maiores protagonistas: vale trocar, vender, recitar, sugerir ou reciclar livros de todos os tipos, géneros, gostos e tamanhos. Nesta edição, voltará a haver o mercado dos mini-ilustradores!

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “A IMAGEM DO INVISÍVEL”, com Alexandre Rampazo

Tendo como ponto de partida a ideia de que o autor de livros ilustrados ilustra o invisível, Alexandre Rampazo propõe a possibilidade de pensar a ilustração a partir das emoções, explorando possibilidades imagéticas através da técnica combinadas de colagem e óleo. A proposta da oficina é a de experimentar novos caminhos e possibilidades na criação de imagens, para que o aluno desenvolva mecanismos criativos através da imagem e da observação.

Público-alvo: Educadores, ilustradores e autores iniciantes, promotores de leitura, mediadores e pessoas interessadas no livro voltado para a infância e ilustrações | Duração: 60’| Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

Espaço Oficina do Mercado Municipal

CONCERTO ANÍBAL ZOLA

Aníbal Zola é um projeto de canções em português acompanhadas pelo contrabaixo. Com formação académica em Jazz, que desde 2008 tenta utilizar a língua portuguesa como cúmplice no seu processo de composição.

Auditorio S. Frutuoso

CONCERTO LUCA ARGEL

Cantor e compositor brasileiro, carioca tijucano e formado em música pela UNIRIO. É mestre em Literatura pela Universidade do Porto, em Portugal. Migrou para além-mar em 2012, para estudar, e foi ficando. É vocalista e compositor dos grupos Samba Sem Fronteiras e Orquestra Bamba Social, com quem divide a alegria de difundir a sonoridade e poesia da música brasileira em Portugal. Divide o tempo entre os palcos e outros projetos, como trilhas sonoras para dança e cinema, programas de rádio e podcasts dedicados à música brasileira, e a produção literária.

Auditorio S. Frutuoso

MERCADO RISCADO com os alunos do Mestrado de Ilustração do IPCA

Ao longo deste dia, nos claustros do Largo do Paço, os alunos do MIA - Mestrado de Ilustração e Animação do IPCA dinamizarão um Mercado de Arte e Ilustração, assim como uma série de oficinas de ilustração com o objetivo de explorar intenções, ideias, sonhos e emoções que estruturam e inspiram o processo da criação e ilustração com a aplicação das mais variadas técnicas e materiais.

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINAS DO RISCO com os alunos do Mestrado de Ilustração do IPCA

Seis oficinas de ilustração a decorrer ao longo do dia, orientadas pelos alunos: Ana Luiza Lacerda, Carolina Batista, Maria Inês Freitas, Maria Mota, Mariline Rodrigues e Tiago Miguel.   

Público-alvo: geral| Nº máx. de participantes: 20 

 

OFICINA “IMAGINAR A REALIDADE”, com Ana Luiza Lacerda  Imaginar a realidade é uma oficina voltada para o desenho de observação associado ao exercício da criatividade e à prática da ilustração. Num primeiro momento pelo desenho, observando o mundo à nossa volta, um exercício fundamental para a etapa de imaginar e criar, visto que criamos pelo que vemos e pelo que vivemos. Num segundo momento pela interpretação dessas informações, como suporte para a nossa criatividade.  

OFICINA “ARTE É LIBERDADE”, , com Carolina Batista  Atividade coletiva de produção de uma ilustração tridimensional através da modelagem de figuras em plasticina criadas pelos vários participantes. O tema da oficina é ‘Arte é Liberdade’, reforçando a ideia de que a liberdade de expressão artística e cultural se trata de um direito humano fundamental.

OFICINA “BLOCOS ANIMADOS”, com Maria Inês Freitas  O mundo da animação pode ser um bicho de sete cabeças, mas com 3 quadros podemos trazer vida a uma simples ilustração. Nesta oficina, vamos conhecer algumas ferramentas e princípios básicos da animação e descobrir formas interessantes de construir uma animação que ganha vida quando folheamos o nosso bloco de notas.

OFICINA “QUAL É A PROFISSÃO DO TEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO”  com Maria Mota Nesta oficina os participantes irão retratar o seu animal de estimação, imaginando qual seria a sua profissão. O objetivo é treinar um exercício de memória e imaginação, explorando as potencialidades dos materiais. Ao mesmo tempo, a atividade procura apelar aos afetos através das relações que estabelecem com o animal.

OFICINA “O MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO IMAGINÁRIO”, com Mariline Rodrigues Esta oficina, com base na técnica de colagem, convida todos os participantes a criarem o seu animal de estimação imaginário, definindo cores e texturas. Seja um crocodilo com asas, um peixe com pernas ou um gato das cores do arco-íris, tudo é possível. O objetivo é deixar a criatividade fluir sem medo de errar.

OFICINA “LIVRO ILUSTRADO”, com Tiago Miguel  Nesta oficina iremos contar uma história em imagens, através de um livro ilustrado, onde apenas as ilustrações servirão para contar a história.

8h

Claustros do Largo do Paço

OFICINA DO RISCO “MINI MAPA SONORO”, com Marta Pombeiro e Inês Malheiro

O Mini Mapa Sonoro convida os participantes a fazerem a sua própria viagem pelo património de Braga. Partindo de referências sonoras, a aventura passa por criar um mapa visual e sonoro recorrendo à ilustração e gravação de sons. No final, estes mapas ficam disponíveis “online” em formato interativo, para uma exploração visual e sonora. O Mini Mapa Sonoro é um projeto do Circuito – Serviço Educativo Braga Media Arts, em parceria com o Município de Braga. Público-alvo: Público Geral | Duração: 2h30 | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

2h30

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “DRAGÃO JEREMIAS”, ilustrado por Carlo Giovani, escrito por Maria João Viegas

Num reino não muito distante daqui, onde homens e dragões vivem em paz, havia um jovem dragão de nome Jeremias, sonhador e amante de livros. Jeremias quer ler livros. É o que mais deseja na vida, mas isso não é tarefa fácil para um dragão porque sempre que se emociona, se assusta ou fica excitado com alguma aventura que lê, solta-se uma labareda e …PUFF, o livro fica feito em cinzas. Arranjará o Jeremias uma solução para este grande problema? Uma estória inspiradora para todos os que não desistem de lutar pelos seus sonhos. A apresentação do livro contará com o ilustrador Carlo Giovani e a editora Elisabete Rosa-Machado da The Poets and Dragons Society.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “ENCONTRA-ME SE PUDERES”, com Carlo Giovani

Nesta oficina de ilustração, em que utilizamos a colagem como técnica, os participantes deparam-se com uma mesa onde estão centenas de pequenos pedaços de papéis coloridos, recortados em diferentes formas e tamanhos. A partir daí, são desafiados a encontrar formas ao acaso e a iniciarem a criação de uma personagem, de uma cena ou mesmo de uma breve narrativa visual.

Público-alvo: maiores de 4 anos| Duração: 60’ | Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Galeria do Paço

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “PLANETA MAGALHÃES – POR ONDE ANDASTE, FERNÃO?”, ilustrado por Raquel Costa e escrito por Mário Augusto | Bertrand Editora

Quem foi Fernão de Magalhães? Porque ficou tão conhecido em Portugal e no Mundo? Este livro conta-nos a epopeia da circum-navegação, planeada e liderada por Fernão de Magalhães, que, ao serviço da Coroa espanhola, protagonizou a maior viagem da Humanidade, acrescentando novo conhecimento ao mundo de 1500.

Sala de Apresentações na Galeria do Paço

OFICINA DO RISCO “LIVRO MUTANTE”, com Carolina Celas

Um cabeçudo, uma chávena despenteada, um elefante mal-disposto e um arbusto desconfiado encontram-se num livro. O que andarão a tramar? Esta oficina desafia os pequenos a criar um conjunto de personagens num cenário tridimensional que viaja debaixo do braço.

Público-alvo: 6 aos 10 anos| Duração: 60’| Nº máx. de participantes: 20 | Inscrições limitadas, feitas por ordem de chegada no dia da ação

60'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

MASTERCLASS “A POESIA DO DESENHO”, com Joanna Concejo

Nesta “masterclass” para adultos, professores e estudantes de arte e ilustração, haverá uma conversa sobre o trabalho e o percurso da ilustradora, assim como uma breve apresentação de livros. A ilustradora polaca de renome internacional recorrerá à projeção de várias imagens e desenhos que servem para traçar um itinerário biográfico e bibliográfico e explicar as diferentes técnicas e métodos que utiliza. Esta atividade insere-se na programação da 6.ª edição do Encontro “Braga em Risco”, onde a referida ilustradora tem a exposição de originais patente com o título “A poesia no desenho”.

Público-alvo: adultos, professores e alunos de artes | Duração: 120’ | Entrada Livre, limitada à lotação do espaço

120'

Auditório da BLCS - Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “COMO INTERPRETAMOS MARIA ONDINA, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Imaginação é uma capacidade mental que permite a representação de objetos segundo aquelas qualidades dos mesmos que são dadas à mente através dos sentidos, seja para a escrita, para o desenho, como para qualquer outro. Nesta oficina os participantes irão utilizar a imaginação e a criatividade para a construção de uma peça tridimensional tendo como base a escritora Maria Ondina Braga. Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’ "Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “CADA LIVRO TEM UMA CAPA”, Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Quando falamos de livros, a capa e o título são o primeiro contato que o leitor terá com a obra. Como embalagem do livro, a capa tem o papel de transmitir o espírito do livro, revelando parte de sua alma e instigando o leitor a desvendar os mistérios contidos por detrás da sua capa. Tendo como base criativa a história “ O Pequeno Ladrão de Palavras”, os participantes irão criar uma capa original.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “LETTERING” , pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

Lettering é um termo abrangente que abrange a arte de desenhar letras, em vez de simplesmente escrevê-las. O lettering é considerado uma forma de arte, em que cada letra de uma frase ou citação funciona como uma ilustração. Cada letra é criada com atenção aos detalhes e tem uma função única dentro de uma composição. Nesta Oficina os participantes irão utilizar a técnica de Lettering tendo como base palavras da escritora Maria Ondina Braga.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

OFICINA – DOS CRIVOS HÁ IMAGEM – “PALAVRAS SOLTAS”, pelo Centro Artístico “A Casa ao Lado”

E se de palavras soltas da história “ O Pequeno Ladrão de Palavras” se recriasse uma nova história visual? Nesta oficina a criatividade está presente nos trabalhos dos participantes através das palavras.

Público-alvo: Instituições e Associações; Público com NEE | Duração: 90’

"Dos CRIVOS há IMAGEM", que se dirige-se à comunidade com Necessidades Educativas Especiais (NEE) integrando um conjunto de oficinas artísticas que irão à procura de desenvolver mecanismos e procedimentos educativos adequados e referidos às práticas artísticas, procurando ir ao encontro da acessibilidade intelectual e social. A ação insere-se no projeto do aviso NORTE-07-4230-FSE-000078 , do Fundo social Europeu, da medida “Cultura para Todos”, denominado “ATLAS”.

90'

Espaço Oficina do Mercado Municipal

Descarregue já o programa!

Toda a programação disponível no seu smartphone.

DOWNLOAD PDF

Ilustradores

Sed condimentum tempus auctor. Etiam euismod dapibus eu congue.

Valeria Docampo
plus

Valeria Docampo

Argentina

Gabriel Pacheco
plus

Gabriel Pacheco

México

Ana Ventura
plus

Ana Ventura

Portugal

André Letria
plus

André Letria

Portugal

Evandro Renan
plus

Evandro Renan

Brasil

Felipe Ugalde
plus

Felipe Ugalde

México


Accommodation
Alternatives

Quisque ut dui eget nibh ultrices pulvinar sit amet ut lectus.

VENUE

Donec finibus porta ultricies.
Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus.

Recrea Hotel on Broadway

49 West 32nd Street, New York, NY 10001
1 212 736-3800
4.9 mi / 7.9 km from Downtown

MORE INFORMATION

SPONSORS

ORGANIZADOR

PRODUÇÃO

PARCEIROS

Copyright Leituras Encantadas. All rights reserved